Favoritos no pleito de 2018 estão todos enrolados com delações pesadas

Reprodução.
Os candidatos de maior peso nas opções para presidente da república aparecem entre os mais delatados pela maioria dos delatores que estão prestando depoimento a lava jato.

Luis Inácio Lula da Silva, do PT; Aécio Neves, José Serra e Geraldo Alckimin, do PSDB; Marina Silva, da Rede; e Michel Temer, do PMDB; foram citados nas delações de executivos da construtora Odebrecht e da OAS. Todos muito bem lembrados nas delações.

O “mineirinho”, como é chamado Aécio nas listas da Odebrecht, é delatado com o recebimento de propinas da Odebrecht. O mineirinho teria recebido R$ 15 milhões. Aécio também é investigado por supostamente integrar uma trama de corrupção da subsidiária da Eletrobrás em Furnas e de maquiar dados do Banco Central em 2005.

Lula paz e amor é acusado de tentar obstruir as investigações e de tentar comprar a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, tendo participado de um esquema para tal. O político petista também é réu em ação sobre uma suposta lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá e sofre a acusação de corrupção passiva em trama que envolve a Odebrecht.

Outro do PSDB, o ministro de Temer José Serra, por sua vez, também teria aparecido em mesma lista e teria recebido R$ 23 milhões em caixa dois em 2010. Geraldo Alckimin, mais um dos PSDB e governador de São Paulo, conhecido nas mesmas planilhas como o “santo” – que santo –, também teria recebido caixa dois entre 2010 e 2014.

O presidente Michel Temer do PMDB, esse é uma vergonha. Foi citado 43 vezes em uma das delações da Odebrecht. Melo já teria o citado como recebido cerca de R$ milhões.

Por fim, a ex-senadora Marina Silva, teria recebido, de acordo com a delação de Léo Pinheiro, que foi suspensa, caixa dois para sua campanha eleitoral de 2014 em 2010. A coisa está critica.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água