Pular para o conteúdo principal

Arboviroses e suas complicações são discutidas em seminário na UFRN

Fotos: Cícero Oliveira
Por Marina Gadelha

A discussão de temáticas referentes às arboviroses – doenças transmitidas por insetos, entre eles o Aedes aegypti – compõe a programação do “Seminário Norteriograndense sobre Arboviroses e suas Complicações”, que acontece a partir desta segunda-feira, 12, e segue até quarta-feira, 14, no auditório da Reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O evento busca, a partir da ampliação de conhecimentos, desenvolver ações mais direcionadas para a vigilância epidemiológica, o diagnóstico laboratorial e a assistência em saúde.

Vivemos um momento de extrema preocupação causada pelas arboviroses que não apenas têm aumentado, como também diversificado sua natureza e sua ação perniciosa. Urge definir políticas solidárias de enfrentamento das questões com toda a complexidade que apresentam”, destacou a pró-reitora de Extensão da UFRN, Maria de Fátima Freire de Melo Ximenes, durante a solenidade de abertura na manhã da segunda-feira. O momento contou com a presença do secretário estadual de Saúde, George Antunes.

Realizado pela Secretaria de Saúde do RN (Sesap), o seminário recebe apoio da Organização Panamericana de Saúde (OPAS) e da Pró-Reitoria de Extensão da UFRN (Proex). A programação inclui palestras, mesas-redondas, conferências e debates sobre pesquisas, controle vetorial, síndromes neurológicas, microcefalia, entre outras temáticas acerca das arboviroses, cujos índices elevados de morbidade e letalidade no RN provocam crescente preocupação à saúde pública.

A conferência de abertura foi ministrada pelo consultor nacional em dengue da Opas, Carlos Frederico Campelo de Albuquerque e Melo, que abordou o tema “As arboviroses no Brasil e os desafios para a saúde pública”. No primeiro dia do evento ainda foram discutidas novas alternativas para o controle do Aedes aegypti, a situação epidemiológica das arboviroses e aspectos clínicos e terapêuticos para dengue, zikachikungunya e febre amarela.

As demais abordagens sobre o assunto serão discutidas nos outros dois dias de programação, em paralelo com o II Fórum Temático da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, o IV Encontro Intersetorial de Enfrentamento à Microcefalia no RN e a apresentação de trabalhos técnico-científicos. Também será realizada uma oficina para gestores, coordenadores e técnicos dos serviços habilitados e em processo de habilitação pelo Ministério da Saúde em Centros Especializados em Reabilitação (CER).
ASCOM – Reitoria/UFRN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio