Se o governo não faz sua parte a escola Zenilda Gama faz

Professor Martinho, matemática, ministrando aulão
A situação do transporte escolar nesse ano letivo de 2016 aqui no município do Apodi chega a ser catastrófica, extremamente revoltante. O prejuízo que os alunos da rede estadual tiveram com a deficiência do transporte de os levar até a escola é irreparável.

Como o governo não faz a sua parte, a escola estadual professora Zenilda Gama, como sua equipe gestora, de professores, pedagógica tem lutado arduamente para minimizar o prejuízo dos alunos.

Professora Grázea, Português
Os professores da escola Zenilda Gama tem se descolocado até a comunidade onde os alunos moram para dar aulas lá, onde eles moram.

Foi o que aconteceu, por exemplo, na noite de ontem, 22, no distrito de Soledade. Os professores do ensino médio, ministraram alguns aulões com assuntos que muitos estudantes, prejudicados devido o transporte escolar, deixaram de assistir.

A direção informou que o trabalho continuará ao longo desse resto de ano letivo. “Estamos tentando fazer o possível para minimizar a perda que os alunos tem tido ao longo do ano”, disse o vice diretor da escola o senhor Izauro Camilo. “Muito além de nossa parte temos tentado fazer”, concluiu Izauro. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI