Pular para o conteúdo principal

O último degrau da Escada de Jacó

Fotos: Assessoria
A loja maçônica “Vale do Apodi” teve neste sábado, 26/11, a iniciação dos seus primeiros maçons ao grau 33 do Rito Escocês Antigo e Aceito. Desde a sua fundação em 1980 estes 08 homens são os primeiros a serem iniciados ao mais alto e nobre grau maçônico, chegando ao topo da escada de Jacó.

Os maçons: Gilvan Alves, José Araújo (Zeca), Francisco Ocelino, Neto Menezes, Antônio de Zuza, Manoel Gilmar, George Pereira e Josivan Alves, atingiram o maior grau em suas vidas Maçônicas, iniciando os estudos finais dos graus filosóficos e tornando-se Grandes Inspetores Gerais da Ordem.

A Maçonaria é uma sociedade discreta, na qual homens livres e de bons costumes, denominando-se mutuamente de irmãos, cultuam a Liberdade, a Fraternidade e a Igualdade entre os homens. Seus princípios são a Tolerância, a Filantropia e a Justiça. Para muitos, a maçonaria é uma Escola Evolutiva - é uma Escola de Líderes, e o seu foco principal é tornar feliz a humanidade através do aperfeiçoamento humano. Por meio de uma estrutura filosófica de ensino faz do maçom uma pessoa melhor, dedicada à sua família e ao seu trabalho, mas sempre preocupado e adstrito ao desenvolvimento da sociedade onde convive.

Mas que um título ou status, chegar ao grau 33 na Maçonaria, é de uma responsabilidade imensurável, pois se dobra as cobranças para que os maçons que chegaram a este grau sejam Justos e Perfeitos em cada ação do seu dia a dia, tornando-se "Luzes e Colunas" que guiam e sustentam de pé seus irmãos e a sociedade.

São muitos anos de pesquisa, leitura e estudo sobre os fundamentos e fundadores da nossa sublime ordem. São muitos anos de dedicação e sobre tudo, muitos anos de aprendizado - no qual vale lembrar: é sempre constante. São muitos anos de nossas vidas dedicados à maçonaria. Ou melhor, há muitos anos a maçonaria vem nos ensinando a viver em retidão. São muitos anos construindo nosso templo de reflexão e aprimoramento pessoal. É muito tempo, que posso até dizer: é uma vida! Uma vida de estudo. Vida essa que contínua, sempre buscando o aperfeiçoamento e o aprendizado máximo. Nossa jornada contínua.”, disse Josivan, um dos maçons elevado.

A Loja Maçônica de Apodi vem a 36 anos contribuindo com aprimoramento e aperfeiçoamento de jovens (crianças, adolescentes) e adultos, homens e mulheres, através de suas ordens paramaçônicas e de suas atividades filantrópicas, ajudando na construção de uma cidade mais harmoniosa e desenvolvida. Parabéns nobres maçons pela conquista. Parabéns maçonaria de Apodi pela conquista coletiva. E desejamos que muitos outros possam chegar até o grau 33.

Assessoria de Comunicação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio