Flaviano prova que o seu governo só não andou mais foi mesmo por falta de recursos. Mas...

Reprodução. 
Falar a verdade é preciso. Em quatro anos se inaugurou obra em Apodi como nunca danes feito.

Antes das eleições municipais:  Cinco UBS, duas quadras de esportes, a primeira ponte metálica da história do Apodi, pavimentações asfálticas e de paralelepípedos, revitalização da praça da bíblia, etc. Tudo isso bem antes das eleições.

E depois das eleições municipais, a negócio de mais ou menos um mês, o que já aconteceu?

Depois da eleição, a coisa de um mês, o prefeito Flaviano Moreira já perfurou os poços tubulares em comunidades que os esperavam há vários anos. Só a títulos de exemplo: a comunidades de Rio Novo, assentamento Moacir Lucena, Soledade II e agora, nessa semana Laje do Meio, que esperava há duas décadas por água de qualidade.

Depois das eleições a gestão Flaviano e Zé Maria devolveu a gratuidade dos transportes aos universitários apodienses. mostrando que não mentiram com o fim do transformação. O problema foi a queda dos royalties mesmo. 

Ainda a coisa de um mês vários ruas foram calçadas com paralelepípedos. Só a título de exemplo: Roberto Carlos de Morais, (ao lado do Fórum) Olavo Raposo (CAIC/Bacurau II) e Sebastião Lucio, no bairro Lagoa Seca e agora a vila santa Rosa.

Ainda a negócio de um mês firmou convenio com a FUNDEVAP no valos de R$ 75.000,00 o que permitirá a iluminação, melhoria dos vestiários e a realização da copa municipal. Ainda depois do pleito gestão Flaviano deu ordem de serviço para construção do prédio do PAF.

Isso sem contar, que se tentou dar reajustes aos professores do município do Apodi, que tanto fizeram greve ao longo dos últimos três anos e, os mesmos e o SINTRAPMA rejeitaram.

Se não vai fazer mais é por que a câmara de vereadores não vai permitir, visto que, a ausência dos vereadores opositores ao governo municipal do Apodi, dá demonstrações que não vão liberar dotações para que mais seja feito nessa reata final de mandato do atual gestor.

Perfuração de poços tubulares, calçamento com paralelepípedos, convenio com a FUNDEVAP e devolução da gratuidade dos transportes aos universitários. Com isso Flaviano prova que o problema principal mesmo era a falta de recursos.

Depois que a prefeitura do Apodi ganhou a ação dos royalties da Petrobras a gestão apresentou mais avanços ainda em termos de realização em obras e benfeitorias que, quem raciocina, sem paixão política deveria se impressionar. Tenho a sensação que isso muito dificilmente acontecerá de novo num governo em Apodi. Vamos ver.

De qualquer forma, podemos constatar que o povo provou e mostrou que não gosta de coisas voltadas para a coletividade em Apodi.

Assistencialismo: O bolso, o estômago, o ego, algum tipo de cargo ou qualquer outra individualidade estando contemplada, nem que seja com migalhas que logo acabam, é o que conta. O povo provou isso, reprovando o governo das obras e do zelo na aplicação de recursos públicos em Apodi, não lhe dando nova oportunidade.

Foi o que ficou provado é quero acreditar que servirá de norte para outras gestões. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água