Falta de vereadores em sessões da câmara coloca em risco aprovação de recursos para renovar o teto da maternidade do Apodi

Reprodução.
O teto da maternidade Claudina Pinto está em condições precárias e pode cair”. A afirmação foi feita pelo presidente da APAMI/Apodi, Adailton Torres Filho (o Castelo).

Durante os trabalhos de construção do Centro Cirúrgico da Maternidade, os operários nos alertaram das providências que teriam de serem tomadas com relação ao teto, que se encontra todo comprometido com a contaminação de cupim” explica Adailton.

Sempre alertar e responsável com suas obrigações, sabendo da situação do teto da maternidade, Castelo tomou logo providencias. “Agora recente, com o ganho na justiça dos recursos que o Município adquiriu da Petrobrás, conversamos com o Prefeito Flaviano”, informou. “este, por sua vez, nos orientou a elaborar um projeto solicitando dotação para que o problema seja solucionado, o que já foi feito por parte da direção da Maternidade com a anuência do Executivo Municipal”, explica.

Castelo afirma que um dos grandes problemas para a aprovação dos recursos para renovação do teto da maternidade, tem esbarrado na ausência da bancada da oposição nas sessões da câmara do Apodi. A falta de quorum tem atrasado sistematicamente as votações em que se pede dotações ao orçamento.

“O que falta agora é a aprovação por parte dos nossos vereadores da oposição que não comparecem as Sessões e, assim, não têm quórum para aprovação, prejudicando mais uma vez a população”, diz.  É lastimável a situação do nosso município”, acrescentou.

A maternidade do Apodi foi construída nos idos dos anos 70. Desde lá, o teto da entidade filantrópica nunca recebeu reparos e depois de todo esse tempo esta muito comprometido. “Pelo relatório que nos passaram os operários que trabalharam no centro cirúrgico, não sei o que poderá acontecer em um ano de inverno bom com o teto da maternidade. A vida de quem esteja internado pode correr risco se o teto da maternidade não for reparado”, conclui Adailton.

Nunca é demais lembrar que o município do Apodi ganhou, muito recentemente, uma ação dos royalties do município sobre a Petrobrás. O dinheiro existe, o que não exite é a permissão da câmara para o dinheiro ser usado em prol do povo, como é o caso do teto da maternidade. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

MENSAGEM: Apodienses vencedores

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?