Sem salários e contratos de trabalho, médicos da UPA de Parnamirim realizam ato de demissão coletiva

Realizada na noite desta sexta-feira (28), Assembleia com médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Esperança, de Parnamirim, definiu por unanimidade o ato de demissão coletiva e a entrega das escalas de plantão do mês de novembro dos médicos da Unidade.

Ação acontece nesta terça-feira (1° de novembro) devido a falta de condições de trabalho, de insumos básicos, exames laboratoriais, Raio x,  atraso dos salários (desde o mês de setembro), falta de segurança e de contratos de trabalho.

Após uma série de tentativas do Sindicato dos Médicos (Simed RN) de negociação, sem sucesso, com a Prefeitura Municipal de Parnamirim, cerca de 40 médicos que trabalham na Unidade, assinam o termo de demissão coletiva e entrega das escalas de plantão.

Para retornarem as atividades os médicos exigem o cumprimento dos seguintes pontos:
  • Atualização dos salários
  • Formalização dos contratos de trabalho
  • Garantias de condições mínimas de trabalho 
  • Condições de segurança para que os médicos não tenham que colocar suas vidas em risco para trabalhar na unidade.
Com a demissão coletiva e a entrega das escalas, os médicos que atuam na unidade param completamente seus atendimentos. O Sinmed RN orienta que durante o processo de litígio com a Prefeitura, qualquer outro médico, com exceção aos concursados pelo município (sete ao todo na Unidade), ficam assim impedidos de assumirem as escalas de plantão da UPA. 
Sinmed RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI

Zelo pelo recurso público né? Sei!