Seharpe auxilia na desocupação pacífica de ZPA invadida em Mãe Luíza

Foto: Assessoria de comunicação. 
Por Marcius Valério

A Secretaria Municipal de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes (Seharpe) está auxiliando na retirada pacífica de quase 300 famílias da Zona de Proteção Ambiental (ZPA) de Mãe Luíza que foi invadida desde o dia 5 desse mês.

O motivo da ocupação, segundo os próprios ocupantes, foi a falta de moradia. Para tentar encontrar uma solução para esse problema, a Seharpe se prontificou a cadastrar todas as famílias no programa habitacional. "Nós vamos fazer o cadastro de todas as famílias, mas é preciso salientar que elas precisam estar dentro das normas vigentes para terem o direito à moradia pelo Minha Casa Minha Vida. A Prefeitura, por meio da nossa Secretaria, vai fazer a sua parte para ajudar a população", explicou o secretário Getúlio Batista, titular da pasta da Habitação.

Atualmente, o terreno que é particular, mas que está dentro da ZPA já possui um mandato de reintegração de posse determinada pela Justiça com prazo expirado. A Polícia Militar (PM) está no local negociando a desocupação de forma pacífica e um dos pontos apresentados aos responsáveis pela ocupação é exatamente o cadastro da Seharpe.

Um dos objetivos da Secretaria promover programas de habitação popular em articulação com os órgãos federais, regionais e estaduais e demais organizações da sociedade civil e priorizar planos, programas e projetos habitacionais para a população de baixa renda, articulados nos âmbitos federal, estadual e municipal.

Assessoria de imprensa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água