Pular para o conteúdo principal

Seharpe auxilia na desocupação pacífica de ZPA invadida em Mãe Luíza

Foto: Assessoria de comunicação. 
Por Marcius Valério

A Secretaria Municipal de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes (Seharpe) está auxiliando na retirada pacífica de quase 300 famílias da Zona de Proteção Ambiental (ZPA) de Mãe Luíza que foi invadida desde o dia 5 desse mês.

O motivo da ocupação, segundo os próprios ocupantes, foi a falta de moradia. Para tentar encontrar uma solução para esse problema, a Seharpe se prontificou a cadastrar todas as famílias no programa habitacional. "Nós vamos fazer o cadastro de todas as famílias, mas é preciso salientar que elas precisam estar dentro das normas vigentes para terem o direito à moradia pelo Minha Casa Minha Vida. A Prefeitura, por meio da nossa Secretaria, vai fazer a sua parte para ajudar a população", explicou o secretário Getúlio Batista, titular da pasta da Habitação.

Atualmente, o terreno que é particular, mas que está dentro da ZPA já possui um mandato de reintegração de posse determinada pela Justiça com prazo expirado. A Polícia Militar (PM) está no local negociando a desocupação de forma pacífica e um dos pontos apresentados aos responsáveis pela ocupação é exatamente o cadastro da Seharpe.

Um dos objetivos da Secretaria promover programas de habitação popular em articulação com os órgãos federais, regionais e estaduais e demais organizações da sociedade civil e priorizar planos, programas e projetos habitacionais para a população de baixa renda, articulados nos âmbitos federal, estadual e municipal.

Assessoria de imprensa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

APODI: DNIT quer demolir residência e desapropriar moradores que se encontram as margens da BR 405 no Distrito de Melancias

D. Mariana Carvalho, que mora no Distrito de Melancias, zona rural do Apodi, Oeste do RN, está aflita. Está prestes a perder sua residência e ser desapropriada.
O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura do Trânsito) está querendo demolir sua residência juntamente com a residência do Pr. Gilberto de uma congregação do Distrito.

D. Mariana nos conta que há 01 ano recebeu uma visita do DNIT, notificando sua residência e a residência do Pr. Gilberto. O DNIT alega que sua casa e a do pastor na na área territorial do DNIT.
Ora, qual é esse critério do DNIT para decidir a esse respeito? Dezenas de centenas de casas em Melancias encontram-se as margens da BR 405. Muitas distantes, 05, 07, 10 metros da BR. Em Apodi mesmo, inúmeros estabelecimentos comerciais e casar estão praticamente dentro da BR 405.
Segundo nos relatou D. Mariana, sua residência encontra-se distante 28 metros da BR 405 que corta o Distrito de Melancias. Bem mais distante que diversas outras casas e estabelecimentos comerc…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio