Pular para o conteúdo principal

MPF em Assu abre inscrições para estágio de nível médio

Interessados devem se inscrever até o próximo dia 21. Processo seletivo vai formar cadastro de reserva.

Estudantes da rede estadual de ensino poderão estagiar na Procuradoria da República no Município de Assu. O processo seletivo para nível médio está com inscrições abertas até o próximo dia 21. O estagiário vai auxiliar nas funções administrativas da Procuradoria.

Interessados devem preencher o formulário disponível no site do MPF/RN (link abaixo) e entregá-lo, junto com toda documentação prevista no edital, na sede da PRM Assu (endereço abaixo) entre 10h e 15h, nos dias úteis. É preciso apresentar carteira de identidade e CPF, mais cópia de ambos, declaração de matrícula na instituição de ensino conveniada com o MPF, além de histórico escolar e, no caso de portador de necessidades especiais, laudo médico.

A PRM Assu disponibilizou um computador, para que os estudantes sem acesso à internet possam se inscrever. Para usar o serviço, basta ir à procuradoria no mesmo período de inscrição. Para participar da seleção é preciso atender os seguintes pré-requisitos: ter concluído o primeiro ano do Ensino Médio, não concluir o Ensino Médio antes de julho de 2017 e apresentar média igual ou superior a 6,0 nas disciplinas de Português e Matemática.

O processo seletivo vai formar cadastro de reserva e terá validade de 12 meses, podendo ser prorrogado por mais um ano. Das vagas que surgirem, 10% serão reservadas para pessoas com deficiência e outras 10% para o Sistema de Cotas Étnico-raciais.

O concurso conta com prova objetiva de Português e Matemática, a ser aplicada na data provável de 6 de novembro. O conteúdo programático está descrito no edital. No dia da prova, é preciso levar caneta esferográfica azul ou preta, comprovante de inscrição e documento de identidade. Candidatos aprovados serão chamados de acordo com a necessidade e a conveniência da PRM Assu.

Bolsa-Auxílio - Os estudantes convocados vão receber bolsa no valor de R$ 540 mensais, mais auxílio-transporte e seguro contra acidentes pessoais, com uma jornada de 20 horas por semana, sendo quatro por dia. O contrato inicial é de um ano e pode ser prorrogado por igual período.

Local de inscrição
Procuradoria da República no Município de Assu: Rua Sinhazinha Wanderley, 912 – Centro. Telefone: 3331-7256

Para baixar o formulário de inscrição, conferir o edital e acompanhar as etapas do processo CLIQUE AQUI.
Assessoria de Comunicação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio