Pular para o conteúdo principal

Interdição e nova diretoria da Maternidade em 2013 foi proposto pelo Ministério Público

Por Jânio Duarte

Às portas de uma nova eleição na Maternidade Claudina Pinto todas as atenções se voltam para a APAMI, e alguns apodienses relembram mudanças na direção tão logo Flaviano havia assumido a prefeitura.

Alguns chegaram até a sugerir que Flaviano encerraria o convenio caso a direção permanecesse nas mãos da antiga direção da unidade.
Ocorre que a intervenção e posterior mudança na direção foi uma proposição do Ministério Público Estadual.

A má gestão da APAMI, portanto, levanta serias suspeitas sobre desvio e/ou a má aplicação repassados pela Prefeitura, ao mesmo tempo em que tem colocado em sério risco a saúde de parturientes e recém-nascidos.
Notificado a prestar esclarecimentos nesta Promotoria de Justiça, o atual diretor da APAMI, Janeto Gurgel Pinheiro, reconheceu os atrasos nos salários, mas imputou a responsabilidade pelos problemas administrativos à Prefeitura, que teria deixado de realizar os repasses necessários ao bom funcionamento da entidade.
As notas de empenho, liquidação e pagamento constante dos autos, no entanto, desmente o referido diretor.
Isso porque a Prefeitura vem realizando regularmente os repasses à APAMI, não se justificando, portanto, o atraso de três meses de salários.
A situação da APAMI, portanto, é grave e merece a devida atenção do Poder Judiciário.
O diagnóstico das irregularidades que levaram a APAMI ao atual estado de descontrole financeiro e deficiência no serviço, contudo, só será possível, com o afastamento judicial da atual administração e a nomeação de um interventor, a quem competirá gerir e auditar a instituição durante o período fixado por esse juízo”. – dizia o texto do parecer do Ministério Público do estado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

APODI: DNIT quer demolir residência e desapropriar moradores que se encontram as margens da BR 405 no Distrito de Melancias

D. Mariana Carvalho, que mora no Distrito de Melancias, zona rural do Apodi, Oeste do RN, está aflita. Está prestes a perder sua residência e ser desapropriada.
O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura do Trânsito) está querendo demolir sua residência juntamente com a residência do Pr. Gilberto de uma congregação do Distrito.

D. Mariana nos conta que há 01 ano recebeu uma visita do DNIT, notificando sua residência e a residência do Pr. Gilberto. O DNIT alega que sua casa e a do pastor na na área territorial do DNIT.
Ora, qual é esse critério do DNIT para decidir a esse respeito? Dezenas de centenas de casas em Melancias encontram-se as margens da BR 405. Muitas distantes, 05, 07, 10 metros da BR. Em Apodi mesmo, inúmeros estabelecimentos comerciais e casar estão praticamente dentro da BR 405.
Segundo nos relatou D. Mariana, sua residência encontra-se distante 28 metros da BR 405 que corta o Distrito de Melancias. Bem mais distante que diversas outras casas e estabelecimentos comerc…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio