Estudantes do IFRN de Apodi mobilizados por uma educação pública de qualidade

Crédito das fotos: Portal Tudo de Apodi.
Na tarde da última quarta-feira, 19 de outubro de 2016, os estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte(IFRN) - Campus Apodi, juntamente com os servidores que fazem parte da instituição, estiveram concentrados na Escola Estadual Prof. Antônio Dantas, e depois seguiram para mobilização na Br-405 e pelas principais ruas da cidade de Apodi, lutando pela garantia de uma educação pública de qualidade.

O principal foco da mobilização era contra a aprovação PEC 241(Proposta de Emenda à Constituição), enviada ao Congresso Nacional pelo atual Presidente da República, Michel Temer. A PEC já foi aprovada em primeiro turno pela Câmara dos Deputados em Brasília/DF, e na próxima segunda-feira, dia 24 ocorrerá a votação em segundo turno, caso aprovada a proposta seguirá para o Senado Federal.

Caso venha a ser aprovada pelo Congresso, a proposta limitará por 20 anos os investimentos em educação, saúde, assistência social e diversas outras áreas importantes. A PEC 241, também conhecida como "PEC da Maldade" ou "PEC do fim do mundo" é considerada o maior ataque aos direitos sociais da história do Brasil, visto que resultará na precarização e até mesmo na privatização da educação pública.

Os estudantes e servidores do Campus Apodi também contaram com o apoio de professores e alunos de escolas estaduais e municipais de Apodi, saindo pelas principais ruas da cidade, com cartazes e narizes de palhaço, gritos de guerra e diversas músicas fazendo referência a "PEC do congelamento", para que não venha a ser aprovada e transformada em lei.

O protesto contou ainda com a participação de diversas entidades, como o Sindicato do Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais de Apodi(STTR), representado por seu Presidente, Agnaldo Fernandes; de representantes do SINASEFE(Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica) - Seção Mossoró.  Os vereadores eleitos em 2016, Gilvan Alves e Charton Rêgo e diversos outros populares que também participaram do movimento, manifestando a sua insatisfação contra a referida proposta.

O protesto foi considerado muito proveitoso pelos próprios organizadores, bem como os munícipes de Apodi, principalmente pelo fato da cidade não está muito acostumada a movimentos dessa natureza. Apesar de algumas manifestações ridículas nas redes sociais, fazendo piadinhas insignificantes, os estudantes do Campus Apodi não se deixaram abater pelas declarações de ódio que estavam/estão sendo veiculadas na internet. Muito pelo contrário, estão confiantes de que a mobilização em defesa da educação pública, foi um verdadeiro sucesso, contando com o apoio de populares e diversas outras pessoas, uma verdadeira festa da democracia. 

Portal Tudo do Apodi.

Comentários

  1. Resta, agora, alguém se mobilizar a favor de estudantes educados que respeitem o professor, que respeitem a escola e, principalmente, respeitem a família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há 15 dias estavam divididos em duas bandeiras,agora vem dá uma de politizados. Me poupe.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água