Estariam tentando desencorajar o bravo Castelo a desistir da APAMI?

Direção e funcionários. Reprodução. clique para ampliar
Corre nas redes sociais boatos de uma certa pressão para que Adailton torres (o castelo), atual presidente da APAMI, não concorrer à reeleição para a presidência da APAMI. Isso não é coisa que se faça. A eleição está marcada para o próximo dia 31.

Segundo já vi alguns cogitando nas redes sociais, a razão para tal pressão é que a APAMI seria uma espécie de secretaria da PMA. Portanto, quem deve estar à frente da presidência seria alguém ligado ao poder público. É o que ouvi alguns falando. Quero acreditar que não passe de boatos. Argumentações dessa natureza não tem fundamento.

Produção. Clique para ampliar
Ora, se alguém afirma que quem deve estar na presidência deve ser alguém ligado ao executivo não se pensou nisso em 2014, quando se tentou fazer uma eleição que foi anulada pelo poder judiciário que entendeu a ilegalidade no processo anulando a eleição. Na época, a APAMI estava acabando de sair da intervenção judicial (CLIQUE AQUI e confira).

Discordo totalmente. A APAMI é uma entidade filantrópica. Os sócios da APAMI são as pessoas que devem eleger a direção, mesmo a PMA sendo a principal mantenedora da entidade e sendo o presidente ou não ligado a prefeitura. Logo por que, não há motivo para castelo não concorrer. Fez um trabalho soberbo a frente da entidade nos dois últimos anos. Detalhe: trabalhou voluntariamente.

Mas é isso. Criou-se ao longo de anos uma cultura aqui em Apodi que a APAMI é de propriedade do poder público municipal. Não é. Ela é uma entidade filantrópica, que presta um ótimo trabalho a população do Apodi e cidades vizinhas, com sócios que elegem quem deve ou não estar à frente. É assim que deve ser.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI