Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados investiga saúde pública no Rio Grande do Norte

Sindicatos da saúde do estado do Rio Grande do Norte, através de oficialização do Sinmed RN, solicitaram visita da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, no mês de setembro, para que fossem apuradas denúncias sobre a saúde pública do estado.

A solicitação foi realizada durante o anúncio do enfrentamento à crise na saúde pública por todas as categorias que atuam na área, em coletiva de imprensa realizada no Sinmed RN dia 01 de setembro.

A Comissão, presidida pelo Deputado Padre João, informa que instaurou procedimento para acompanhar a investigação sobre as condições de atendimento do serviço de saúde pública no RN e solicita do Secretário de Saúde, George Antunes de Oliveira, que sejam tomadas todas as providências para a rigorosa apuração das condições de atendimento.

Já o senador Paulo Paim, presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal, foi convidado a vir ao Rio Grande do Norte para visitas as unidades de saúde, mas devido a compromissos de agenda não poderá vir ao estado. O Senador, em carta enviada ao Sinmed RN, afirma que se solidariza com os profissionais da saúde e compartilha da preocupação com a saúde pública no Rio Grande do Norte e em todo o Brasil.

GREVE
Devido aos atrasos salariais que vêm ocorrendo desde o mês de janeiro deste ano, por parte do Governo do Estado e dos municípios de Parnamirim e Natal, os médicos estão realizando várias ações e, entre elas, uma greve iniciada no último dia 14 de outubro, em todas as unidades de saúde.

A greve, no molde Operação Padrão funciona com redução do número de profissionais nas urgências e emergências, redução de 50% nos atendimentos ambulatoriais e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), estão sendo atendidos apenas os pacientes classificados como vermelho ou laranja, os outros pacientes são encaminhados para as unidades básicas de saúde.

Outros sindicatos da saúde, como SOERN e SIPERN, também se juntam ao Sinmed RN no próximo dia 25 de outubro para um ato público em frente ao Hospital Walfredo Gurgel, 9h, para cobrar a regularização nos calendários de pagamento.

Assessoria Sinmed RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI