STF transfere para Justiça Federal de Brasília inquérito que investiga Cunha

Reprodução.
Por Mariana Oliveira

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, enviou para a Justiça Federal de Brasília inquérito que investiga o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o empresário André Esteves e o ex-presidente da Construtora OAS José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro.

Os três são alvos em apuração de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por suspeita de que Cunha teria atuado em parceria com Léo Pinheiro para vender emenda parlamentar que teria beneficiado o banco BTG Pactual.

No ano passado, Eduardo Cunha negou ter atuado para beneficiar o BTG Pactual e afirmou que a emenda que apresentou era contrária aos interesses do banco. O BTG negou que tenha feito pagamentos ao ex-deputado em troca de benefícios.

Com a perda do mandato de Eduardo Cunha, o relator entendeu que o caso não deve mais tramitar na Supremo Tribunal Federal porque agora nenhum dos investigados tem o chamado "foro privilegiado", pelo qual só poderia ser julgado pelo STF.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EM TEMPO: Negócios – Apesar do pouco tempo no mercado a San Valle já é sucesso em toda região

RECOMENDAÇÃO: Ministério Público recomenda que Prefeitura de Apodi cancele todos os convênios que possui com APAMI

Finalmente, o que dizer sobre nossa triste realidade?

TEMPO: Moradores registram formação de tempestade Supercélula no Paraná

DECLARAÇÃO: General Mourão diz que Temer faz ‘balcão de negócios’ para governar