O bacurismo, a arte criar fatos

Passeando pelas redes sociais um fato hilário tem estado presente em alguns grupos: é o “bacurismo”.

Criaram esse termo para designar as pessoas que ficam só falando, criando fatos que não existem ai pelos grupos do zap. Aquela coisa de apaixonados. Ai inventaram isso de bacurismo.

Mas pensem num termo bem bolado. São mestres. Articuladores e partes dos eleitores que praticam o bacuríssimo possuem uma incrível arte inventar conversa, de inverter as coisas, distorcer fatos e acontecimentos.

Palavras e expressões agressivas, distorções de fatos, baixarias, baixo nível, política rasteira. Inversão das coisas: fatos que suas gestões cometeram atribuem justamente aos outros. São algumas características dos praticantes fieis e adeptos do bacurismo. Nos grupos, muitos já consideram o surgimento de uma nova seita.

Pensem nuns artistas em inventar, aprontar, criar conversa, inverter as coisas. É o bacurismo. Época de política tem de tudo mesmo. 

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

MENSAGEM: Apodienses vencedores

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?