INFOMATRIX: Equipes do IFRN ganham ouro e vão representar o Brasil no México e na Romênia

Projetos da área de robótica são dos campi Santa Cruz e Pau dos Ferros. O primeiro é sobre produção de energia voltaica e eólica em casas do interior do Nordeste. O segundo propõe uma forma eletrônica para contagem de ovos de mosquito Aedes Aegypti.

Estudantes e professores dos campi Santa Cruz e Pau dos Ferros do IFRN estão voltando de Lages, Santa Catarina, com motivos de sobra para comemorar. Eles representaram o Rio Grande do Norte na Infomatrix Brasil, que aconteceu de 13 a 16 de setembro na cidade catarinense, e agora vão alçar voos mais altos.

As equipes dos 2 campi apresentaram projetos na categoria robótica e receberam os prêmios máximos na competição. Além de medalhas de ouro e de platina, foram credenciadas para representar o país na Infomatrix Mundial. A equipe do Campus Santa Cruz conquistou o ouro e foi credenciada para a Infomatrix Latinoamerica, no México. Já a do Campus Pau dos Ferros, com a conquista da platina, vai representar o Brasil em Bucareste, Romênia. A Infomatrix é um evento mundial que visa a incentivar a inovação em jovens cientistas.

CAMPUS PAU DOS FERROS
O Campus foi representado pelos estudantes Jilcimar da Silva Fernandes e Larisse Gabriela Ferreira da Silva,  do Curso Técnico Integrado em Informática. O projeto deles foi aprovado e credenciado na mais alta categoria do Infomatrix Brasil, obtendo medalha de platina e credenciamento para o Infomatrix Mundial, que vai acontecer na Romênia. O projeto, com o título "Sistema Eletrônico para Aquisição de Imagens das Palhestas de Ovitrampa", consiste em um sistema eletrônico para aquisição e processamento de imagens. Com ele, a contagem de ovos de mosquito Aedes Aegypti se torna automática. O projeto é orientado pelo professor Bonfim Aquino e tem como coorientadores Ayla Bizerra e  emétrios Coutinho."O trabalho pode contribuir positivamente na conjuntura de ações contra a proliferação do mosquito, colaborando para que as informações resultantes sobre os focos do vetor sejam rapidamente e melhor identificadas", explicou o professor orientador.

CAMPUS SANTA CRUZ
O Campus foi representado pelos estudantes Alex Bruno da Paz Silva e Lucas Andriê da Costa Pinto. Lucas é do técnico integrado em Mecânica. Alex já concluiu o técnico e hoje é aluno da licenciatura em Matemática. Eles apresentaram o projeto "Energia do Sertão - microgeração de energia em casas da zona rural nordestina", que conquistou medalha de ouro e foi credenciado para a Infomatrix Latinoamerica, que acontece em Guadalajara, no México.  O projeto consiste na implementação de uma unidade de micro geração de energia fotovoltaica e eólica com o fim de fornecer energia elétrica para casas que não são atendidas pelas redes concessionárias de energia. Também, para famílias das zonas rurais que têm dificuldade no pagamento da conta no final do mês. A circuitaria utilizada para implementar a unidade de microgeração é proveniente de lixo eletrônico, minimizando o custo do projeto e contribuindo para a diminuição do crescimento do lixo. O projeto é orientado pelos professores João Teixeira e Salomão Sávio. Durante a competição, os estudantes foram acompanhados pelo professor Luis Araújo, de Mecânica.

INCENTIVO À PESQUISA
A viagem dos estudantes e professores à competição foi possível graças ao fomento do Edital 5/2016, para participação de alunos e servidores em eventos técnico, acadêmico e científicos. O edital foi uma iniciativa em conjunto entre a Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação e a Diretoria de Atividades Estudantis. "Fico muito feliz por ver o Campus Santa Cruz se destacando regionalmente e nacionalmente cada vez mais na pesquisa e Inovação", comentou João Teixeira, coordenador de Pesquisa do Campus Santa Cruz e orientador do "Energia do Sertão".

Assessoria de Comunicação Social e Eventos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI