Pular para o conteúdo principal

Entra em operação o 11º gerador fotovoltaico do IFRN, no Campus João Câmara

Foto: Assessoria de comunicação.
Na manhã da última quinta-feira (15), entrou em operação o minigerador fotovoltaico do Campus João Câmara. Semelhante ao gerador fotovoltaico do Campus Caicó, ele tem potência instalada de 114 kWp, sendo composto de 440 painéis de 260 Wp da Canadian Solar, e 4 inversores trifásicos de 25 kW. Os painéis foram instalados sobre estrutura metálica cobrindo 708 m² da área de estacionamento do Campus. A montagem do equipamento ocorreu em julho, porém, aguardava inspeção e autorização da COSERN.

Estima-se que o gerador produzirá cerca de 170 MWh anuais, o que representa 49% do total de energia elétrica consumida no Campus nos últimos 12 meses. Em termos monetários, haverá redução de aproximadamente R$ 54 mil na despesa anual da unidade. Além do retorno para a Instituição, o equipamento contribuirá para evitar o lançamento de 21 toneladas de CO2 na atmosfera.

Dos geradores fotovoltaicos já instalados no IFRN, apenas o do Campus Lajes aguarda tramitação do processo na concessionária de energia para poder então ser acionado.

Na última semana, mais 3 campi contrataram seus geradores: Mossoró, Santa Cruz e Zona Norte. O prazo para fornecimento é de 150 dias. Durante esse período, ocorrerão visitas técnicas da empresa contratada para coleta de dados necessários para elaboração do projeto. Os painéis solares e inversores deverão chegar em aproximadamente 90 dias, em seguida, virá a equipe de instalação. A montagem dos nossos geradores tem demorado cerca de 1,5 semana a 2 semanas, dependendo do porte e tipo de instalação.

A licitação para contemplar os Campi Apodi, Cidade Alta, Ipanguaçu, Macau, Nova Cruz e Parnamirim continua em andamento. A meta estabelecida no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) é cobrir com fonte renovável pelo menos 30% do consumo de energia elétrica de cada unidade do IFRN.

Energia solar no IFRN
O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) foi a primeira instituição pública do Estado a aderir ao sistema de compensação de energia regulamentado pela Resolução Normativa 482/2012 da ANEEL. Conforme a REN 482/2012, um consumidor de energia elétrica que instale pequenos geradores em sua casa, condomínio ou empresa (como, por exemplo, painéis solares fotovoltaicos e pequenas turbinas eólicas) pode utilizar a energia gerada para abater o consumo de energia elétrica da unidade. Quando a geração for maior que o consumo, o saldo positivo de energia poderá ser creditado na fatura dos meses seguintes.
Comunicação Reitoria IFRN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio