Pular para o conteúdo principal

Engenheiro Roberto Holanda me afirmou que entregará a creche modelo do Apodi até Dezembro (parte II)

O passado administrativo do Apodi, segundo relatório técnico, abandonou ao obras da creche modelo do Apodi com um extravio Calculado em torno de R$ 320 mil.

Segundo o engenheiro que está à frente da obra, diversas inconformidades. Antes da obra ser reincida estava sem telhado, sérios problemas na parte hidráulica, inconformidades nas instalações elétricas, no piso, paredes, etc.

Matéria relacionada:
Desmandos deixados pela gestão do PMDB na creche modelo de Apodi foram impressionantes.

Apesar da tristeza em saber que a obra já era para estar à disposição da população do Apodi desde 2011 – outras, iniciadas no mesmo período da nossa, estão em pleno funcionamento, a exemplo de Itaú, Caraúbas, dentre outra cidades. Mas, se serve de consolo, ficamos ao mesmo tempo felizes em ver a obra avançado.

O antes: 
O antes: descaso. Clique para ampliar.



Os extravios deixados, estão sendo novamente pagos pela contribuinte apodiense. Pelo menos agora sim, está tudo sendo realmente devidamente. Está tudo lá. Testemunhei na visita que fiz no último final de semana a obra. O dinheiro está devidamente sendo aplicado. Agradecemos ao engenheiro a atenção.

O agora:
O presente: Zelo pelos recurso público. Clique para ampliar. 


O telhado está no lugar, o piso só falta o acabamento, muitas paredes corrigidas, a cerâmica está faltando só os acabamentos. A pintura a empreiteira da obra contratou outra equipe, assim como para parte de eletricidade. Com exceção do piso, que será feita por empresa do Ceará, o engenheiro da obra nos informou que toda mão de obra contratada é de pessoas da própria cidade do Apodi. A obra avança bem.

Questionei ao senhor Roberto sobre a previsão de entrega. “Estava previsto para entregarmos em Novembro, mais vamos fazer de tudo para entregar a obra até Dezembro desse ano” disse.

Os gestores atuais tinha duas opções diante do extravio dos recursos que encontraram. O primeiro: abandonar a obra. Nesse caso, o dinheiro federal que já tinha sido investido tinha que ser devolvido para o MEC – duplo prejuízo. A outra opção: criar coragem e fazer tudo, com recursos próprios. A segunda opção foi a selecionada pela gestão do prefeito Flaviano.

Apesar do sacrifício de investir cerca de R$ 700 mil com recursos próprios, o contribuinte está pagando de novo pelo que já deveria estar feito, está valendo apena. Vamos lá. Vamos para frente contar outras histórias. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio