Pular para o conteúdo principal

Temer corta apenas metade dos ministérios prometidos

Reprodução.
Na última quinta-feira (11) o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou a recriação do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Com isso, o Governo Interino somará 27 ministérios, apenas cinco a menos do que a gestão anterior, da presidente afastada Dilma Rousseff. O número chama a atenção, devido ao tão propagado corte de ministérios, que atingiria dez pastas, não ter sido cumprido.


Segundo apuração do jornal O Globo, o Palácio do Planalto omite dois desses ministérios. Os retratos não aparecem na galeria dos ministros na página oficial do governo na internet. Ainda de acordo com a reportagem, o anúncio de que a AGU e o Banco Central deixariam de ser ministérios foi uma manobra para inaugurar o governo interino mostrando um número mais enxuto de pastas, passando a imagem de austeridade na máquina pública.

No entanto, além de mantê-los, Temer ainda devolveu o status de ministério ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e recriou o Ministério da Cultura, depois de sofrer pressões por tê-lo extinto. No final das contas, após idas e vindas, o saldo foi uma redução bem menor que o previsto e mais espaço para acomodar aliados do amplo espectro de partidos que decidiu apoiar o impeachment de Dilma.

A postura do presidente interino incomoda aliados como o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES). Ele critica a falta de pulso do governo Temer para conter a pressão de corporações e da classe política, tendo como mote a necessidade de aprovar o impeachment.

Ele alerta, entretanto, que isso não pode mais ser desculpa, pois o impeachment é um assunto liquidado. "Se o governo e o Congresso continuarem jogando para a frente as reformas estruturais, logo, logo os movimentos que foram para as ruas contra todo tipo de transgressão do governo Dilma e do PT estarão de volta. O povo não quer só um governo decente. Quer um governo eficiente. Esse não é um problema só do governo, é também da classe política em geral, do Congresso, que foi parceiro de todos os delírios do governo Dilma", disse Ferraço.

Comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Amigo, para estar chamando esse ou aquele de corrupto, sem a condenação da justiça, você tem que fazer uma conta do Google e se identificar. Identifique-se.

    Não posso assumir esses tipos de comentários. É isso que ocorre com os comentários anônimos que chama esse ou aquele de corrupto. Eu acabo assumindo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio