POLICIAL: Pai que matou filhos a golpes de marreta tinha dívida de R$ 20 mil com empreiteira

Reprodução
O administrador Nabor Coutinho de Oliveira Junior, 43 anos, que matou os filhos com golpes de marreta, no Rio de Janeiro, possuía uma dívida no valor de R$ 20 mil com uma construtora.

Segundo informações do jornal "Extra", ele comprou um apartamento no condomínio Villa Mare, na Barra da Tijuca, e a empreiteira cobrou um valor a mais de cada condômino por despesas extras. 

Ainda segundo o "Extra", o valor é contestado pelos moradores e, por conta da cobrança, Nabor não poderia vender o apartamento, mas estava liberado para morar ou alugar. A advogada responsável pela ação, Bruna Kamaroz Benisti, no entanto, não acredita que a dívida tenha relação com a tragédia.

A questão da família com a construtora começou em 2012, quando a empresa entregou as chaves do imóvel, mas se recusou a passar os apartamentos para os nomes dos condôminos.

Na manhã desta segunda-feira (29), Nabor foi encontrado morto no Condomínio Pedra de Itaúna, onde morava com a família, na Barra da Tijuca. O corpo do administrador foi encontrado junto aos dos dois filhos, Henrique, 10 anos, e Arthur, 6. Nabor teria matado os filhos com golpes de marreta e, em seguida, se atirado pela janela com os corpos das crianças.

A esposa de Nabor, Laís Khouri, 48 anos, foi encontrada morta no apartamento onde a família vivia, no 18º andar do Edifício Lagoa Azul. Ela teria sido esfaqueada enquanto dormia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EM TEMPO: Negócios – Apesar do pouco tempo no mercado a San Valle já é sucesso em toda região

RECOMENDAÇÃO: Ministério Público recomenda que Prefeitura de Apodi cancele todos os convênios que possui com APAMI

Finalmente, o que dizer sobre nossa triste realidade?

TEMPO: Moradores registram formação de tempestade Supercélula no Paraná

DECLARAÇÃO: General Mourão diz que Temer faz ‘balcão de negócios’ para governar