Pular para o conteúdo principal

EM TEMPO: O PMDB e a sua arte de trabalhar com a aparências

Reprodução.
Todos sabemos que o vice de Carlos Eduardo Alves, candidato à reeleição a prefeitura de Natal é deputado estadual Álvaro Dias. Não é segredo para ninguém também que o mesmo é indicação do ex-deputado e ex-ministro do turismo Henrique Alves.

No entanto, Henrique Alves, presidente estadual do PMDB e que adora estar na mídia, especialmente nesses tipos de eventos, não pintou na convenção do PDT que homologou o nome de Carlos Eduardo e oficializou o nome do indicado de Alves.

Via twitter Alves alegou há uma semana atrás que estava viajando e não pode se fazer presente. Ora, bem sabemos que Alves não tem mais cargo, não é ministro, bem menos deputado. Que motivos teria para viajar em um momento tão propicio para quem gostar de estar na mídia como ele?

Rejeitado e figura presente nas investigações e delações da Lava Jato, a tendência é que Henrique seja escondido dos holofotes. Assim tenderá acontecer quando os comícios começarem. Walter e Garibildi, que também tiverem seus nomes lembrados na operação e estão menos encrencado que ele, deverão ser os escolhidos para estarem aparecendo de convenção em convenção, de comício a comício.

Isso é típico do PMDB: trabalhar com aparências, se desvencilhar do seu lado escuro – digamos assim – para tentar driblar a opinião pública. Para o eleitor da bandeira verde, eis a tática perfeita. Mas para o que não assegura bandeira...

Mas que me mal lhes pergunte, por ventura isso não seria algo típico de quem menospreza a inteligência do eleitor? Eis outra coisa que o PMDB aparentemente costumar brincar: com a inteligencia das pessoas.

Tempos novos, velhos caciques e as mesmas práticas antigas. Pois não é que para muitas pessoas essas desculpas esfarrapadas colam. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio