Pular para o conteúdo principal

CIÊNCIAS E A SAÚDE: Psicóloga fala dos benefícios e alerta para os riscos do jogo Pokémon Go

Psicóloga Anna Lívia do Hapvida
Por Magnos Alves

Em meio à febre do jogo eletrônico Pokémon Go, a psicóloga Anna Lívia, do Hapvida, destaca os pontos positivos e negativos de se tornar um jogador. Por um lado, o jogo pode ajudar no aprendizado, combater o ócio e aumentar a interação social, mas, por outro, pode prejudicar a visão, causar vício e, principalmente, acidentes decorrentes da falta de atenção que o Pokémon Go provoca.

Confira na entrevista abaixo:

Quais os pontos positivos do jogo Pokémon Go?
Os jogos eletrônicos como Pokémon Go são excelentes para distrair a mente, ocupar o tempo livre e melhorar a memória e concentração. No entanto, para alcançar este objetivo é importante não passar mais de 2 horas por dia jogando, para evitar os danos que este tipo de jogo também pode trazer para a saúde.

E de que forma ele pode ser prejudicial?
Pokémon Go é um jogo eletrônico que combina o mundo real com virtual. Mas para capturar os pequenos bichinhos pode ser necessário enfrentar situações de risco como ter que atravessar ruas ou se colocar em locais pouco povoados, o que pode não ser seguro na vida real, havendo o risco de quedas ou assaltos, por exemplo. 

O jogo Pokémon Go favorece o aprendizado?
É um bom estímulo para o cérebro, sendo útil para acelerar as conexões nervosas e facilitar o aprendizado. Além disso, este tipo de jogo eletrônico favorece o planejamento estratégico, pensamentos lógicos e a tomada de decisões no mundo virtual que podem ter reflexo também na vida real.

Ele é importante também para combater o ócio?
Este tipo de jogo ainda tem o benefício de manter a pessoa ocupada tanto física como mentalmente, o que pode ser benéfico para ultrapassar barreiras emocionais e para evitar ficar obcecado com o mesmo pensamento repetidamente, que pode até mesmo atrapalhar a vida da pessoa.

Muito se fala no isolamento das pessoas em meio a esse mundo virtual em que vivemos, esse jogo pode ajudar na interação social?
O jogo Pokémon tem aumentado o número de grupos que se juntam na rua para caçar pokémons. Nestes grupos as pessoas podem conversar entre si para trocar dicas de jogo e, assim, desenvolver novas amizades.
O jogador precisa ficar concentrado na tela do celular, isso pode ter consequências física e muscular?
Como é preciso ficar olhando para a tela do celular enquanto anda, há maior risco de desenvolver má postura, valendo salientar que pode surgir intensa dor na região do pescoço e também no meio das costas.

Muito tem se falando em acidentes envolvendo jogadores de Pokémon Go, até com mortes, a falta de atenção é um dos principais problemas desse jogo?
O jogo requer um maior nível de concentração na tela do celular e, dessa forma, fica mais difícil estar atento ao que se passa ao redor, aumentando o risco de quedas ou atropelamentos. Além disso, como é necessário caminhar, muitas pessoas estão optando por jogar enquanto dirigem, o que pode levar a acidentes de trânsito sérios.

É possível afirmar que há riscos também para a visão?
A proximidade da tela e dos olhos força a visão numa só direção, o que acaba sendo prejudicial à vista porque aos poucos se pode ir perdendo a visão periférica e também ao longe.

Existe risco de o jogador ficar viciado?
Por proporcionar prazer e a possibilidade de fuga da realidade, existe também o risco de ficar viciado no jogo e de ficar adiando atividades e decisões relacionadas à vida real. Como o cérebro gosta do tipo de reforço positivo, a cada etapa do jogo, a pessoa passa a preferir ficar horas jogando e sendo bem sucedido virtualmente do que estudar ou trabalhar, especialmente se ela não estiver contente com estas atividades.

Quais os outros aspectos negativos de jogos eletrônicos como o Pokémon Go?
Outros aspectos negativos dos jogos eletrônicos são a diminuição do tempo máximo de atenção, favorecimento do comportamento antissocial e além disso, pode haver o risco de confusão entre realidade e mundo virtual, o que acaba favorecendo a depressão em crianças, jovens e adolescentes. Para aproveitar todos os benefícios que este tipo de jogo traz, sem os prejuízos que podem ser provocados, é preciso ter cuidado, e reforçando, não passar mais de 2 horas por dia jogando, e sim em momentos intercalados e estar sempre atento à sua segurança física, mental e emocional. Conversar com os colegas de sala de aula, do trabalho e com a família também pode ser útil para descobrir se você está adquirindo um vício, se está colocando sua vida em perigo ou se houve alguma mudança no seu comportamento depois de começar a jogar esse tipo de jogo.
Editor de Política do Jornal de Fato
Assessoria de Imprensa do Hapvidas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

APODI: DNIT quer demolir residência e desapropriar moradores que se encontram as margens da BR 405 no Distrito de Melancias

D. Mariana Carvalho, que mora no Distrito de Melancias, zona rural do Apodi, Oeste do RN, está aflita. Está prestes a perder sua residência e ser desapropriada.
O DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura do Trânsito) está querendo demolir sua residência juntamente com a residência do Pr. Gilberto de uma congregação do Distrito.

D. Mariana nos conta que há 01 ano recebeu uma visita do DNIT, notificando sua residência e a residência do Pr. Gilberto. O DNIT alega que sua casa e a do pastor na na área territorial do DNIT.
Ora, qual é esse critério do DNIT para decidir a esse respeito? Dezenas de centenas de casas em Melancias encontram-se as margens da BR 405. Muitas distantes, 05, 07, 10 metros da BR. Em Apodi mesmo, inúmeros estabelecimentos comerciais e casar estão praticamente dentro da BR 405.
Segundo nos relatou D. Mariana, sua residência encontra-se distante 28 metros da BR 405 que corta o Distrito de Melancias. Bem mais distante que diversas outras casas e estabelecimentos comerc…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…