Senadores do PT pedirão arquivamento do impeachment após MP dizer que não há crime nas tais das pedaladas

Reprodução TV senado
Após decisões do Ministério Público Federal, que consideraram não haver operação de crédito nos atrasos de repasses do Tesouro Nacional aos bancos públicos, as famosas "pedaladas fiscais", – que embasam o pedido de afastamento da presidenta afastada Dilma , os senadores petistas Lindbergh Farias (RJ) e Gleisi Hoffman (PR) deverão pedir o arquivamento do processo de impeachment no Senado.

O argumento é de que o posicionamento do MPF - órgão responsável por definir o que é ou não crime - deixa claro que não houve dolo por parte da presidenta afastada. Além disso, a perícia feita por técnicos do Senado afirmou que não há ato de Dilma no Plano Safra, gerido por outros órgãos – ministérios e o Banco do Brasil – etc., etc., etc.

Ora, os senadores do PT ainda estão mexendo com isso? acabou. Essa situação do impeachment não se trata de questão de legalidade ou não. Um grupo de políticos brasileiros decidiram que está na hora do PT sair do poder e acabou. Não se trata de legalidade ou não. Pedaladas é somente o protesto.

Os que já se decidiram pelo impeachment, mais 2/3 dos políticos brasileiros, resolveram que as pedaladas são crimes e acabou. Não interessa mais o que a lei, o MP, menos de 1/3 dos políticos e mais de 54 milhões de eleitores pensam ou não.

Agora em Agosto está marcada o dia e a hora em que Dilma será deposta do poder em definitivo. O governo ilegítimo do PMDB deverá governar o Brasil até 2018, anos de novas eleições presidenciais. Essa é a terceira vez que o PMDB governa o Brasil sem ter sido colocado pelo voto do povo. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água