Prejuízos a cidade causados pela oposição do Apodi com recursos perdidos poderá chegar a R$ 2,5 milhões

Ontem, 05, fizemos matérias nesse espaço de comunicação retratando certa atenção que o poder público deu a zona rural em termos de investimentos e infraestrutura como nunca antes visto. Mas a cidade do Apodi, poderia estar em situação bem melhor se não fosse os recursos perdidos e os que corre-se o risco de perder.

Apodi já perdeu 2 milhões de reais para revitalizar a feira livre por falta de uma assinatura, agora, para nossa tristeza, poderá perde mais meio milhão de reais, com os dois prédio – da biblioteca do conhecimento e do PAF – já que os projetos estão na câmara de Vereadores e a oposição não votam.

Se não fosse perda de dois milhões essa realidade poderia estar diferente
Ou seja amigos (as) do blog do Toinho, a oposição do Apodi além de ter destroçado o município com obras inacabadas, com medições pagas e não executadas, sempre segundo o relatório da CGU, atrapalhou o desenvolvimento do município e impedindo a revitalização da feira (CLIQUE AQUI nesse link e relembre a matéria que retrata aquele triste episódio). Bem sabemos que toda obra na atualidade, tem tido início, meio e fim.

Projeto do PAF(Programa de Atendimento Familiar).Orçado em cerca de R$ 350
mil. Apodi corre sério risco de perde recursos.Caso bancada da oposição não
quira, banco SANTANDER levara recursos para outro município.
Clique e amplie.
Os senhores já pensaram no primor que poderia está a feira livre do Apodi hoje se, por falta de uma assinatura, os recursos não tivessem volta ao MDA (Ministério do desenvolvimento Agrário)? Dinheiro perdido, dinheiro sem retorno, prejuízo de R$ 2 milhões a cidade.

Agora vem o risco de perdemos dois prédios muito importante para 02 bairro, o Bacurau I e o Bairro Lagoa Seca.

Biblioteca do conhecimento. Oposição trava pauta para PMA doar terreno.
FIERN/SESI pode investir em outro município que a oposição não atrapalhe
Bem sabemos que ambos os bairros citados, tanto a Lagoa seca quanto o bairro Bacurau II, necessitam dessa infraestrutura e as duas obras que a oposição do Apodi, na câmara está travando. 

Caso a oposição na câmara não vote a doação do terreno para a construção da Biblioteca e do projeto do PAF e os os riscos são relativamente reais, estará sendo um tremendo problema a melhor estruturação e valorização desses bairros.

Com a feira livre, perdemos R$ 2 milhões. Agora, com a câmara travando pautas e esses dois prédios, podemos fechar com uma cifra próximo aos R$ 2,5 milhões em percas de recursos que beneficiariam diretamente a cidade. Recursos de valor indispensável a uma cidade sem infraestrutura como a nossa.

Comentários

  1. Interesante que o prédio na rua nonato mota feito com recursos do Santander .. a placa diz que foi com recursos próprios.. ou seja Recurcos oriundos de impostos, outras obras como as ubs conseguidas pela gestão passada o mérito é do prefeito então tudo de ruim e da oposição e tudo de bom da situação ? Menos bajulação blogueiro .. quem trabalha por meios de comunicação deve ser imparcial por mais que seja babao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DISCORDO. NÃO VEJO O PROFESSOR BAJULANDO NEM UM NEM OUTRO. VEJO ELE BAJULANDO O APODI

      Excluir
  2. A perda não é nem tanto em termos de dinheiro, e sim a oportunidade de melhora social nesses bairros tão carentes.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Professor por publicar a verdade apesar de saber que infelizmente hoje neste pais,muitos nao querem enxergar a verdade, como pode um politico nao querer a melhoria da cidade fazendo manobras pra atrapalhar.Espero que os quem enxergam a verdade levem em conta o mal que estes politicos fizeram e fazem mal ao Apodi.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI

Zelo pelo recurso público né? Sei!