Pular para o conteúdo principal

Pai de líder do PMDB ganha obras dos Jogos Olímpicos orçada em 100 milhões sem licitação

Reprodução
A Prefeitura do Rio contratou sem licitação duas empreiteiras da família do deputado André Lazaroni, líder do PMDB na Assembleia Legislativa do Rio, para concluir obras olímpicas em atraso. Os contratos somam mais de R$ 100 milhões.

As construtoras Zadar e a Engetécnica, responsáveis respectivamente pela finalização do Centro Olímpico de Hipismo e do Velódromo, pertencem a Paulo Roberto Moraes, pai do deputado.
Os dois contratos sem licitação foram feitos após o município rescindir o acordo com as empreiteiras responsáveis pelas arenas.

Elas haviam vencido concorrências para a obra, mas não conseguiram cumprir os prazos. O Velódromo e o Centro Olímpico ainda estão em obras e são as instalações que mais preocupam a organização dos Jogos.

O vínculo entre Lazaroni e a Engetécnica foi revelado nesta quinta (7) pelo telejornal "SBT Rio". A Folha apurou que a Zadar também faz parte do patrimônio da família do deputado. As duas integram o grupo Riwa.

A Empresa Olímpica Municipal disse, em nota, que as empresas apresentaram as melhores propostas. As empresas e Lazaroni não comentaram o caso.

VALORES
A Zadar foi contratada por R$ 66 milhões após a prefeitura romper o contrato com a Ibeg Engenharia para a reforma do Centro de Hipismo.

O administração do município alegou em janeiro que a empresa não conseguia cumprir os prazos contratuais. A Ibeg afirmou, contudo, que constantes alterações e atrasos na entrega dos projetos da obra resultaram no atraso da reforma.

A Engetécnica substituiu em maio a Tecnosolo na construção do Velódromo. Foi firmado contrato de R$ 55,5 milhões para conclusão da obra. Ela já havia sido subcontratada pela titular do contrato. A Tecnosolo está em recuperação judicial e enfrentou dificuldades para realizar pagamentos antes dos repasses da prefeitura.

As duas empresas de Moraes também foram as responsáveis pela construção do Estádio Olímpico de Esportes Aquáticos. Elas formaram o consórcio Onda Azul e venceram licitação da obra da arena, orçada atualmente em R$ 235 milhões. CONTINUE LENDO A MATÉRIA...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E Alanzinho inaugura a primeira grande obra do seu governo

Uma vez a praça pronta - a parte mais difícil, diga-se de passagem - um parque viria complementar tão grandiosa obra.
A bacurauzada (como é conhecida a militância do PMDB por aqui) do Apodi vai, hoje (21), esquecer a praça, se regozijar e irá focar todo seu olhar, carinho e atenção no parque. Muito bonito, por sinal. Com certeza garantia de muitos sorrisos nos rostos das crianças daqui para frente. 
O Governo Alan Silveira (Alanzinho - como é carinhosamente chamado), inaugurará o parquezinho infantil da praça no dia de hoje. A primeira obra do seu governo. Muito bom para início. Vão logo começando a contar, temos certeza que muitas outras virão. Parabéns prefeito.

Zé Maria anuncia rompimento com o grupo do PCdoB

A partir de agora não partilharei de nenhum projeto ao lado do PCdoB. Tivemos um grupo até ganhar a eleição, depois, o boicote e o isolamento promoveu o desgaste”. Com essas palavras o ex-prefeito do Apodi, José Maria da silva, anunciou a esse blogueiro em entrevista na noite de ontem (29), o rompimento com o grupo do PCdoB aqui do Apodi.
Zé Maria nos afirmou que algumas pessoas estão achando, por exemplo, que a indicação do hospital foi um consenso de toda a oposição. Mas ele afirma que não foi bem assim. “Gostaria de esclarecer que não tive nenhuma participação nessa indicação. Eu, com o apoio de todos os vereadores de oposição, estava definindo um nome, porém a liderança do PCdoB não respeitou e fez a indicação de maneira isolada, desrespeitando a todos nós”, explicou Zé Maria. “Diante disso e de outras situações desagradáveis que passei (sem externar, em defesa da unidade), a partir de agora não partilharei de nenhum projeto ao lado do PCdoB”, continuou. “Tivemos um grupo até ganh…

POLICIAL: Assalto no sitio Santa Cruz

Hoje (07), pela manhã, um assalto foi registrado no Sítio Santa Cruz, zona rural do Apodi.
Dois jovens estava visitando o sítio e tiveram sua moto Honda/CG 125 FAN KS, Placa NNZ6574 de cor vermelha, Apodi subtraída quando retornavam à cidade. 

Segundo informações, os assaltantes não exibiram armas, só insinuaram que estavam armados botando a mão no bolso. Quem tiver informações da moto com as credenciais acima acionar a polícia.