Pular para o conteúdo principal

Novos alunos de Medicina participam de Aula Inaugural em Caicó

Fotos: Cícero Oliveira
Por Sirleide Pereira

Quarenta novos alunos participaram durante esta segunda-feira, 25, da Aula Inaugural da terceira turma da Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Caicó.  Mais de 90% dos novos estudantes de Medicina no Seridó são de municípios da região, conforme a política de expansão regional da instituição. Isso não quer dizer que pessoas de fora do RN sejam excluídas. Três deles, por exemplo, são paulistas: Victor Chausea, Gabriele de Lima Rosa e Caroline Xavier da Silva. Um paraibano, o jovem José Moreira de Nóbrega Neto, também faz parte da turma.

"O mais inovador na política de formação de médicos pela EMCM é contribuir para promover o desenvolvimento regional. Daí porque adotamos estratégias de seleção que priorizem egressos da região", anunciou o professor George Dantas, diretor da Escola, à nova turma.

Ao historiar a criação da EMCM e posteriormente apresentar os docentes, George Dantas detalhou as políticas de apoio estudantil praticadas na instituição, como bolsas e auxílios Moradia, Transporte, Creche, Alimentação e Atividades Específicas.

"Nossa meta é formar os melhores médicos do mundo, e isso só poderá ser feito com a participação de todos, como comunidade acadêmica, políticos e a sociedade seridoense", afirmou o diretor ao encerrar as atividades da manhã. No período da tarde os alunos compartilharam depoimentos sobre a escolha da profissão, a expectativa e os sonhos que levam às cadeiras da universidade.

As revelações desse momento foram surpreendentes, como o hábito de assistir desde criança a filmes que abordavam a Medicina, ou o nervosismo durante a fase preparatória para o processo seletivo. A maioria, no entanto, destaca o incentivo e apoio dos pais à opção de estudar Medicina no interior. Os jovens se mostram conscientes das condições precárias de atendimento à saúde da população mais carente do país.

A semana de acolhimento à nova turma de Medicina da EMCM de Caicó é coordenada pelas professoras Ádala Natal de Souza Neta e Liliana Pereira Braga, que buscam apresentar a instituição e promover interação entre os novos alunos. Entre as estratégias para estimular o trabalho em equipe, por exemplo, os universitários aprenderam a atravessar em um rio caudaloso, passando sobre pedras, em que cada um dependia da experiência e do empenho do outro.

A primeira turma da EMCM iniciou os estudos em Julho de 2014. Atualmente, são 120 alunos e um corpo docente composto por 46 professores, entre estes 11 doutores. A Escola possui 55 residentes neste ano, com previsão de que o número seja estendido para 112 em 2017. 
ASCOM – Reitoria/UFRN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio