PF fez grande devassa contra o partido dos trabalhadores no dia de hoje

O ex-ministro do Planejamento do governo Lula e das Comunicações no primeiro governo Dilma, Paulo Bernardo, foi preso nesta quinta-feira (23) em um desdobramento da 18ª fase da Operação Lava Jato, em Brasília.

Ele é marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que estava com Bernardo no apartamento funcional, em Brasília, quando a polícia chegou. A PF também fez varredura, busca e apreensão realizada pela Polícia Federal na sede do partido em São Paulo nesta quinta-feira, na sede do PT.

Paulo Bernardo acusado de integrar uma organização formada para fraudar um serviço de gestão de crédito consignado a funcionários públicos. A empresa contratada para o serviço, o Grupo Consist, cobrava mais do que deveria e repassava 70% do seu faturamento para o PT e para políticos, segundo informaram a Polícia Federal, a Receita Federal e o Ministério Público Federal. A propina paga entre 2009 e 2015 teria chegado a cerca de R$ 100 milhões.

A operação foi fundamental para a continuidade do sepultamento do partido dos trabalhadores que esteve no poder da república por todos esses anos. Arrisco que a próxima faze contra o PT será a prisão de Lula ou Dilma ou os dois. 

Comentários

  1. Mais uma vez parabéns por falara verdade sobre o pt o que muitos blogueiros e jornalistas nao tem coragem de falar voce tem outra coisa de onde algumas pessoas tiraram esta estoria que lula é intocável,sabemos que temos que cumprir as leis do pais que vivemos e se cometermos crimes temos que arcar com as consequencias e segundo a justiça o lula transgrediu várias vezes as leis portanto a maioria dos basileiros que ainda tem vergonha quer justiça.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

FESTA: Rio Apodi amanheceu de barreira a barreira, lagoa do Apodi tomando muita agua

EITA PIULA: Ex-secretário de turismo Júnior Costa desmente matéria da assessoria de Alan e mostra provas

NATUREZA: Praticamente 10 anos depois a Lagoa do Apodi volta a ter um grande volume d’água