Pessoas continuam ganhando cá da assembleia legislativa lá, a muitos km de distância

Reprodução. Clique, amplie e veja os gordos salários. 
Mais uma vez dando uma olhada no portal da transparência da assembleia Legislativa vejo nomes bem familiares de novo. Nomes ganhando cá, gordas quantias por sinal. E, a assembleia legislativa lá, bem dista de nós, cerca de 200, 300, 360 km. Dependendo da distância município Natal.

Cargos e funções só no papel. A função social do cargo é zero, nenhum necessidade social, não servem a nenhuma causa coletiva, só para atender as necessidades de partidos. Obvio que é só para atender a estruturas de partidos. Não tem outra explicação.

Por isso que alguém abre a boca e diz: “– Como fulaninho de tal é um articulador joia, é um homem bom. Tudo que a gente procura ele dar”. Claro que dar e vai continuar bom. As custas do dinheiro público. Quem não é bom? Queria ver se fosse com o dinheiro dele.

Acho isso algo tão absurdo rapaz. Um professor da rede estadual, por exemplo, que trabalha duramente o mês todo e, quando contemplamos, vemos pessoas com cargos para atender partidos ganhando gordas fatias, três, quatro vezes mais. Bem mais que o professor que ministrou aulas duramente.

As vezes me pergunto: Esses cargos que esses caras mesmo do poder legislativo criam para atender suas bases nos municípios, são legais? O MP, o que responde? Em algumas situações o MP me parece tão eficiente, já em outras...

O parlamento desse país leva uma vultuosa quantia de recursos do contribuinte. O pior, para o ralo. É o grande peso morto dessa nação, estados e municípios. Não há mais como o contribuinte sustentar o nossos parlamentares. É um absurdo. Sem fundamento. 

Comentários

  1. Professor, sou leitor assíduo do seu blog e adianto. Vivemos uma ingerência política, apelidada de crise em detrimento ao modus operandi, endorso suas palavras, eis o sucateamento da máquina pública, vergonhoso.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Secretaria de assistência social do município do Apodi afirmou que despesas do CRAS impedem festa das crianças

Relator do TCU dar parecer favorável para que os ex-gestores do Apodi sejam condenados a devolver recursos ao erário público

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

SURPRESA: Grande festa das crianças terá início logo mais as 17 h

O funcionamento da maternidade ou festa para as crianças?