Número 2 da Fiern só vê solução para o RN com mudança no custeio da máquina

Reprodução
A solução para as dificuldades econômico-financeiras do Rio Grande do Norte passa obrigatoriamente por mudanças no custeio da máquina pública estadual, sem as quais não há perspectivas de melhorias.

A avaliação quem faz é o empresário e vice-presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Pedro Terceiro de Melo. Em entrevista ao Agora TV, ele também fez uma análise do momento de turbulência na política e na economia do país.

Terceiro de Melo observa que o Rio Grande do Norte tem dificuldades “relativamente grandes”, mas que tem potenciais como o turismo e as energias renováveis, que podem contribuir para que essas dificuldades sejam superadas. Uma das dificuldades destacadas pelo empresário é a sobrecarga na folha de pagamento do estado, que compromete uma fatia expressiva da receita arrecadada.

A gente espera que um dia um governante possa realmente tomar medidas que possam mudar esse quadro. Eu não vejo muitas perspectivas para o Estado se não houver mudanças radicais com relação aos custeios da máquina do estado. É preciso que haja um fenômeno, que eu não acredito que a economia nos quadros que temos hoje possa mudar assim tão de repente”, declara Terceiro de Melo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI

Zelo pelo recurso público né? Sei!