Juiz federal e procurador da república desmontam argumentos de Cunha no conselho de ética

Eduardo Cunha e Claudia Cruz em restaurante grandessíssimo
francês se esbaldando as nossas custas. 
O juiz federal Sergio Moro e, Deltan Dallagnol, procurador da república, desqualificaram defesa de Cunha (PMDB/RJ) no conselho de ética lá da câmara, aquela argumentação que Cunha disse que não tem contas no exterior.

“’ É questionável’ tentar justificar a não declaração de valores no exterior afirmando que eles pertencem a uma trust ou offshore”, disparou Moro. “offshores e trusts são instrumentos de ‘criminosos modernos e mais sofisticados’” disse Dallagnol.

Hoje (09), a jornalista claudia cruz, mulher de Cunha, se tornou ré na lava jato. Ainda bem que com Moro tudo tem se mostrado diferente do conselho de ética da Câmara de deputados onde Cunha vai escapar da cassação na próxima semana. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

Zelo pelo recurso público né? Sei!