Pular para o conteúdo principal

A gestão Pinheiro e seu potencial para estragar o que poderia ser melhor

Escola Lindaura Silva, uma das melhores escolas municipais do Apodi em termos de qualidade de ensino. Tem em seu quadro excelente profissionais que procuram garantir um ensino de muito boa qualidade para sua clientela do ensino infantil (no anexo) ao fundamental maior (5º ao 9º ano). Tem um corpo gestor muito comprometido e competente.

No entanto, um dos principais problemas da escola reside no espaço onde foi construído. Construído nos idos do 3ª mandato da gestão Pinheiro Bezerra (2005-2008), o terreno para a construção da escola foi em uma daqueles canteiros do bairro COHAB. Local apropriado para se construir uma pracinha ou um ginásio de esportes como a arena COHAB ou ainda uma praça poliesportiva. Menos uma escola.

Um local muito inapropriado para construção da escola, haja vista, não haver espaço para por exemplo, na hora de uma intervalo a criançada correr para desperdiçar suas energias. Esse, na imagem acima, é o espaço que as criança e os jovens da escola dispõem quando não está na sala de aula em horário de intervalos.

O resultado da falta de espaço resulta por vezes em muito estresse para os jovens e crianças refletidos no vandalismo e na depredação dos seus interiores. Coisa muito difícil de qualquer diretor (a) controlar, seja quem estiver no comando. Imaginem cerca de 250 alunos por turno num espaço desses? 

Eis uma das marcar da gestão do ex-prefeito Pinheiro. A Improvisação, gambiarras. Não é fácil conseguir uma emenda para construção de uma escola. Quando se consegue, era para o ex-gestor adquirir um terreno amplo e espaçoso para alojar a construção e, o que os gestores antigos fizeram foi aproveitar espaços disponíveis e gratuitos dentro da cidade como esse canteiro onde essa escola foi construída.

Afim de não gastar recursos, o que poderia se tornar uma edificação de qualidade, ampla e espaçosa, acabou se tornando em um sério problema quando a clientela, professores, funcionários e corpo administrativo após a inauguração passou a ocupar seus espaços.

Escola Lindaura Silva, uma instituição com um quadro de professores/funcionários maravilhosos. Ela poderia ser bem melhor. Mas a gestão Pinheiro teve o potencial de estragar o espaço que essa escola realmente merecia ter tido. Tudo poderia ter sido bem melhor.

Por isso não me conformo com o jeito de Pinheiro governar. já teve três oportunidades fez errado. Por que então lhe deveria dar mais outra chance? 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio