PERGUNTA-SE: Quem governa o Brasil, Temer ou Cunha? Quando o Supremo vai prender Eduardo Cunha?

O STF determinou o afastamento de Eduardo Cunha das suas funções parlamentares na câmara federal. Quando isso ocorre por determinação judicial, o parlamentar não pode interferir na vida pública até segunda ordem. Pelo menos até onde eu entendo. 

Mas do que adiantou o afastamento de Cunha? Além de continuar ganhando seu gordo salário, o deputado afastado manda e desmanda o governo Temer - todos os indícios mostram. Ele nomeia quem ele quer dentro do governo federal mesmo a "afastado". A coisa é tanta que as vezes tenho dúvida quem estar governado o Brasil, se Temer ou Cunha. Mesmo afastado todos os indícios mostra que ele continua com total domínio na câmara dos deputados.

Mas, quando um parlamentar é afastado, se ele continuar interferindo na vida pública, no parlamento, no governo, ele não estaria descumprindo uma ordem judicial? Assim, diante de tantas evidencias, quando esse senhor cujo o pudor passou longe de sua convencia será preso por ordem do Supremo?

As evidencias são gigantescas senhoras e senhores. O governo Temer só nomeia quem Cunha manda. Perdi a conta de quantas pessoas dele já foram nomeados por Temer. Sinceramente, fico impressionado com a passividade do nosso Supremo na atual conjuntura nacional. Ou será que é apenas minha impressão? 

Comentários

  1. Amigo Toinho cada dia fica mais evidente o golpe, o seu feitio com o intuito de acabar com a operação lava jato e também que o ex presidente Lula tinha toda a razão quando falou em conversa grampeada e divulgada ilegalmente com correligionário de que o Brasil tem uma corte acovardada (na minha opinião ele só errou quando disse totalmente acovardada, provavelmente existe algum ou alguns ministros do STF que não o são). É o que penso.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI

Zelo pelo recurso público né? Sei!