OPINIÃO: Em tempos onde o golpe é moda, o que opositores tentam aplicar em Apodi é o cúmulo do absurdo

O golpe virou modo na Praticamente falida democracia brasileira. Se tirou uma presidente do poder que foi eleita com pouco mais de 54 milhões de votos, isso para se colocar outra turma, que não vai resolver os problema crônicos do Brasil. Bem menos a corrupção. 

Pelos municípios do Brasil, inclusive do RN, câmaras também cassam prefeitos eleito de forma legitima, em certas ocasiões sem a coisa estar bem explicada. O motivos são variados. Atraso a fornecedores, cheques sem fundo, em alguns situações má gestão do dinheiro público e por ai vai. Em Apodi a oposição insiste em tentar aplicar um golpe lutando para retirar do poder a atual gestão.

Você pode afirmar: Já sei, o prefeito do Apodi foi pego pagando propina, ou o prefeito do Apodi desviou os recurso de obras, ou ainda, os opositores ao prefeito do Apodi estão tentando cassá-lo por que deu pedaladas fiscais ou devido crime de peculatos ou improbidade, ou qualquer outro crime grave que fere a ordem pública. Nas opções pode-se se passar inúmeros sugestões do gênero.

Mas nada dessas opções acima é a verdadeira. O prefeito do Apodi enfurece a muitos políticos tradicionais do Apodi por que não desvia os recursos das obras para pagar propina. A essa altura tem política que adoraria está andando de carro novo e com o tanque cheio as custas do contribuinte. Pelo contrário, tem deles por ai andando muitas vezes a pé, alguns de moto, ou em veículos já meio baqueados e sem gasolina. Uma coisa que me deixa muito satisfeito é que os atuais gestores não embarcaram nessa de pagar propina e isso mata a muitos de rancor.

A atual gestão está com fornecedores em dia. Nessa gestão, ainda não vi a entidade filantrópica chamada maternidade Claudina pinto atrasar seus funcionários. Isso por que PMA estar rigorosamente em dia. O que não está em dia é por tramites burocráticos que logo se resolve. Má aplicação dos recursos públicos passa longe o pretenso motivo pelo qual opositores lutam desesperadoramente para cassar a gestão. Nunca uma gestão em Apodi entregou tantas obras como a atual. Uma prova irrefutável o zelo pelo dinheiro público. Um fator marcante nisso tudo: Estamos vivendo a maior crise econômica dos últimos tempos, com quedas de receitas e seca para dar o toque final.

Enfim, os opositores do Apodi não estão na luta para cassar o atual gestor por atraso a fornecedores, ou devido gestão estar com salários de funcionários atrasados, ou por passar cheque sem fundo, ou por ele ter pago propina, ou por ter desviado recursos públicos, ou por dar pedaladas fiscais, ou improbidade administrativa. Os opositores lutam para tentar dá um golpe na atual gestão, acreditem: foi por que ele atrasou a resposta de um oficio a câmara. Pode acreditar. Se desse certo – não dará – seria o golpe mais vergonhoso do atual cenário políticos brasileiro e de todos os tempos. 

Mas, assim que a justiça jugar o mérito da questão, tem-se plena certeza que essa absurdo será imediatamente estancado. Os opositores lutam desesperadamente para levar o pleito para o tapetão aqui em Apodi por que estão com medo de enfrentar os gestores atuais nas ruas, nas comunidades, nos palanques, nos debates, nas urnas. 

Comentários

  1. Não voto mais em Flaviano, mas também acho um absurdo.

    Acho que estão tentando deixá-lo inelegível, até por que já está na reta final do mandato.

    O justo é a democracia. Pra mim ele não deu conta do recado e deve sair, mas se a maioria achar que ele deve continuar... que continue.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

NOTA DE REPÚDIO AO PODER PÚBLICO MUNICIPAL DE APODI

Zelo pelo recurso público né? Sei!