Justiça estar de parabéns por anular ato da Assembleia que efetivou servidor sem concurso no RN

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal, anulou o ato normativo da Assembleia Legislativa do RN que integrou um servidor ao quadro de pessoal da casa legislativa sem concurso público. Essa é a primeira ação julgada de um grupo de quase 200 pessoas que ingressou na Assembleia Legislativa em cargos de provimento efetivo sem passar por concurso público.

Parabéns ao TJ/RN. Não podemos deixar esses políticos da ALRN acobertarem esses desocupados por algumas dezenas de votos. Não podemos esquecer o caso dos fantasmas. Pessoas que vivem em suas cidades, ganhavam vultosas somas em recursos públicos da ALRN sem emperrar um prego.

Acho que o TJ tem que ir mais além, tem que fazer recursos serem devolvidos aos cofres públicos. A justiça do Brasil precisa ousar assim como vez o supremo no caso Cunha. Se formos depender de conselhos de ética dessas casas legislativas para vermos a coisa funcionar, podemos esperar uma velha tomar cria. Nada vai acontecer. Esses conselhos de ética, essa corregedorias das casas legislativas do parlamento brasileiro só estão lá no papel. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

EM TEMPO: Negócios – Apesar do pouco tempo no mercado a San Valle já é sucesso em toda região

RECOMENDAÇÃO: Ministério Público recomenda que Prefeitura de Apodi cancele todos os convênios que possui com APAMI

Finalmente, o que dizer sobre nossa triste realidade?

TEMPO: Moradores registram formação de tempestade Supercélula no Paraná

DECLARAÇÃO: General Mourão diz que Temer faz ‘balcão de negócios’ para governar