Pular para o conteúdo principal

Vereadores da oposição permanecem ausentes a sétima inauguração de uma obra em Apodi

Foto meramente ilustrativa
Não tem jeito. É mais fácil ver cabeça de bacalhau sem precisar ir a Noruega, do que ver vereador de oposição em uma inauguração na atual situação legislativa do Apodi.

Ontem (25), a população do Arção preparou uma festa de arromba para receber da chamada gestão Apodi terra querida sua UBS. Arção fica a 35 Km do centro do Apodi. Longe!!!. Como a estrada é vicinal, você só não fatal chegar lá. Segundo o professor Zequinha, líder da comunidade, finalmente uma gestão olhou para aquela região.

Todo político com mandato, tem por obrigação ir a uma inauguração, pelo menos no meu singelo ponto de vista. Uma inauguração de obra é um momento singular de uma luta que atravessou diversas etapas. É o ápice de um processo. É certeza que um recurso foi devidamente devolvido ao povo.

Mas, na concepção da grande maioria da bancada da oposição da câmara do Apodi, o momento é não é importante baseando-me em tantas ausências. Das sete obras que o prefeito Flaviano já entregou ao povo do Apodi, para dizer que não vi um vereador de oposição presente, vi o edil Costinha na inauguração da UBS da comunidade da qual o edil é representante, Melancias. Me esforço para ver um para pelo menos tirar uma chapa para botar aqui no meu blog. Mas, sem sucesso.

Ao contrário, em todo inauguração, vi os edis da bancada situacionista: Genivan, Chico, Soneth e Junior Carlos. Quero acreditar que uma inauguração é um momento de festa, assim como foi ontem, e é dever dos políticos com mandato partilhar tal momento com a população. Como os vereadores oposicionista. Não.

É uma pena. Por que uma inauguração trata-se de um momento histórico. Não ir a nenhuma de sete, no meu entendimento, é como se algum quisesse apagar cada momento desses da história do Apodi. E é por que essas inaugurações tratam-se de momentos de cunho altamente coletivo e não individual.

Por vezes, vi esses edis oposicionista brecarem recursos – não aprovando projetos – dizendo que estão tendo zelo pelos recursos públicos com a atitude. Zelo pelo recursos públicos é você iniciar uma obra, dar continuidade e conclui-la entregando ao povo e estar presente ao momento para partilhar. É aquela coisa rapaz: “Por fora; bela viola. Por dentro; pão bolorento”. Mas vamos para frente. Vamos contar outras histórias

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

APODI: Mulher dá a luz a uma Criança dentro de um carro

Há tempos prometi para mim mesmo deixar de falar aqui sobre os desmandos do Apodi. Tenho cumprido. Mas, hoje um fato me chamou atenção e é impossível não narrá-lo aqui.

Desde que convênio entre a PMA e a maternidade Claudina Pinto do Apodi deixou de existir, mães de Apodi, bem como de outros municípios que usavam os serviços da maternidade, ficaram um tanto quanto órfãos no que diz respeito à natalidade.
Na tarde deste domingo, 08, um fato triste se deu aqui em Apodi com relação a natalidade. Uma mulher deu a luz dentro de um carro aqui na cidade do Apodi. Um fato triste. Como a maternidade Claudina Pinto faz falta a uma população de 35 mil habitantes e para a região. Lamentável que, na atualidade, isso é considerado  agora normal, uma mãe parir dentro de um carro. Até algum tempo não era normal. Se acontecesse o mundo caia.
Que triste. Vir ao mundo em um carro? Acho que todos tem direito de nascer dignamente. Que saudade da atuação daqueles justiceiros que fizeram grande manifestação co…

Vereador Charton Rêgo propõe inclusão do ensino de LIBRAS em escolas do Município

Aconteceu nesta noite de terça-feira 14/11/2017 as 19hs na sede da Câmara Municipal de Apodi-RN, uma reunião convocada pelo Vereador da Política com Seriedade Charton Rêgo. Alunos apodienses do Curso de Libras (UFERSA, Campus Caraúbas) e membros da Comunidade Surda de Apodi, foram convidados para debater sobre o Projeto de Lei 136/2017 de autoria do Vereador Charton Rêgo que propõe a inclusão da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar no âmbito municipal.
A PL (Projeto de Lei) que na sessão desta quinta-feira 16/11/17 será encaminhada as comissões, foi apresentada ao grupo que compareceu a reunião. Se aprovada e posteriormente sancionada pelo Executivo, a partir de 2018 a Secretaria de Educação terá obrigatoriedade de garantir acesso das pessoas surdas à comunicação, à informação e à educação, como rege a legislação federal que determina que uma série de medidas sejam tomadas pelos Estados e Municípios que visem tais garantias.
A PL ainda trata sobre a promoção de cursos de c…

INCIDENTE: Motorista mergulha carro da prefeitura do Apodi em rio