SUCESSÃO EM APODI: Há algo de podre no reino da Dinamarca?

Foto: Reprodução facebook
Agora você avalie a seguinte situação: Se eu tenho toda uma liderança e respaldo diante do meu apaixonado eleitorado, tenho carisma, condições de angariar votos de outros segmentos, isso sendo eu o candidato. Por que então colocar alguém que não tem carisma junto ao povo, não tem respaldo político, não tem chamego com a população e poucas chances de angariar votos de outros segmentos?

Isso está acontecendo ao PMDB do Apodi. O tradicional. A ex-prefeita Gorete tem toda uma liderança e respaldo diante do seu apaixonado eleitorado. Tenho todo um carisma, condições de angariar votos de outros segmentos, isso sendo ela mesma a candidata.

Preferiu emperrar seu filho, conhecido como Alan de Klinger, que não tem carisma junto ao povo, não tem respaldo político, não tem chamego com a população e poucas chances de angariar votos de outros segmentos.

O diretório em Apodi preferiu começar do zero, tendo todo uma condição de começar com tudo em cima, se colocasse a ex-gestora ao invés arriscar com seu filho. Isso sem contar que a campanha desse ano é 50% mais curta que as de outros tempos. Outro fator contrário.

Não entendi. Será que há alguma coisa de podre no reino da Dinamarca

Comentários

  1. muda só o nome, mas a demagogia para conseguir votos é a mesma, simbolo cor, algo que deixa claro suas intenções, isto sem ser em época de campanha, pois claro que na campanha é uma forma de o candidato se intentificar-se.

    ResponderExcluir
  2. ALAN DE GLIGER,como voce sempre chama.ALAN.e verdade voce não tem muito conhecimento.agora KLIGER,veja e analise a um tempo atrais e veja que o mesmo já fez alguma coisa por voce e sua familia.

    ResponderExcluir
  3. Nem Alan, nem Goreti, nem Kilnger, essa raça deve ser banida para sempre da política de Apodi. É que tiveram 4 anos no poder e nenhuma obra foi inaugurada por eles. O que farão se lhes fosse dada outra oportunidade. Nada de novo!

    ResponderExcluir
  4. nem ALAN nem GORETE,tudo bem.....Agora KLIGER ja fez muito por uma certa familia é so voltar ao passado e se lembra.não é posivel que esta familia ja esqueceu.das vezes que o mesmo ajudou.

    ResponderExcluir
  5. Esse argumento de que candidato a ou b já fez isso ou aquilo por você é importante, porem quantas vezes você já votou nele, isso é coisa para alienados, outra coisa, se apaixonar por um partido político é burrice, é pior de que se apaixonar pelo vasco da gama ou outro qualquer time.

    ResponderExcluir
  6. Não devemos pensar em famílias de forma individual, e sim na coletividade. Se analisarmos o governo do PMDB em Apodi, diagnosticamos que não houve pensamente no coletivo, mas somente no individual, benefícios próprios, curral eleitoral. Se nós, apodienses, analisássemos o passado bem direitinho, e tomasse conhecimento a respeito do mal que o PMDB fez a Apodi, já mais falaríamos em tal partido. Faríamos como os alemães que não suporta ouvir falar no Nazismo, o vez que o mesmo destruiu a Alemão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpem-me o erro.
      O nazismo destruiu a Alemanha e não a alemão.

      Excluir
  7. To com Alan enão abro!

    ResponderExcluir
  8. To com FLA FLA e ñ abro♥♥♥♥

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RECOMENDAÇÃO: Ministério Público recomenda que Prefeitura de Apodi cancele todos os convênios que possui com APAMI

EM TEMPO: Negócios – Apesar do pouco tempo no mercado a San Valle já é sucesso em toda região

TEMPO: Moradores registram formação de tempestade Supercélula no Paraná

PL de autoria do Vereador Charton Rêgo é aprovado e Comunidade Surda festeja!