DAY AFTER: Quais os próximos passos para a cassação de Dilma?

Depois de passar uma tarde e pedaço da noite testemunhando o maior festival de hipocrisia da história da politicagem brasileira – a maioria falou: “em nome de uma Brasil livre da corrupção” – a oposição conseguiu passar o impeachment da presidente Dilma com folga como havíamos antecipado ontem (18).

Mais qual será a próxima fase do processo? A Próxima fase é o Envio ao Senado.

No Senado - o afastamento da presidente por 180 dias só ocorre se a casa de leis autorizar a instalação do processo de impeachment.

A abertura do processo no Senado será definido pelo voto da maioria simples, ou seja, por metade dos presentes mais um, desde que estejam presentes na sessão ao menos 41 dos 81 parlamentares.

Processo - O Senado tem 180 dias para finalizar o processo e Dilma terá a oportunidade de se manifestar sobre o assunto. Se a questão não for finalizado neste período, a presidente retorna ao cargo. Enquanto isso, os senadores finalizam o julgamento. Inicia-se um julgamento comum, conduzido pelo presidente do STF. 

Se inocentada - Caso seja constatado que Dilma não cometeu as chamadas pedaladas fiscais, irregularidade da qual é acusada, a presidente retorna as suas funções imediatamente.
Se culpada - Se a presidente for considerada culpada, ela deixa definitivamente o cargo para qual foi eleita e fica impedida de disputar eleições por oito ano.

A partir disso, o vice-presidente, Michel Temer (PMDB), assume. Se não fosse assim e Temer caísse, seria o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, quem assumiria o cargo interinamente.

Bom, pelo placar de ontem, a votação terminou com 367 votos a favor e 145 contra, no senado é que a derrota do PT será fácil, tranquila. Tudo apenas uma questão de tempo

Comentários

  1. Aguente que dói menos. Até seu deputado federal votou com a gente.

    ResponderExcluir
  2. O PRÓXIMO PASSO É HENRIQUE ALVES ASSUMIR A CASA CIVIL

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

RETROSPECTIVA 2013/ 2016: APAMI e a gestão de Castelo

EM TEMPO: Reunião da APAMI – As contradições do chefe do executivo

Diretora administrativa da maternidade Claudina Pinto pede demissão

MENSAGEM: Apodienses vencedores

ABERRAÇÃO: Quem votou contra e quem votou a favor de mais desperdício de recursos públicos?