CIÊNCIA E A SAÚDE: Alho atua na limpeza do fígado

Reprodução
Um dos alimentos que mais agregam sabor à comida no dia a dia, o alho é também um importante aliado da boa saúde. Ele contém propriedades que fortalecem o sistema imunológico, possui ação anti-inflamatória, ajuda a aliviar dores, atua como protetor do sistema cardiovascular e, por fim, é um excelente antibacteriano.

Para o fígado, este alimento é fundamental devido a sua capacidade de promover a limpeza no órgão, ajudando a eliminar o que não faz bem. “É rico em alicina e aloeno, além de compostos organofosforados que facilitam a liberação de toxinas hepáticas”, explica a nutricionista Salete Brito, do Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Como esclarece a nutricionista Mirian Martinez, do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, o alho tem capacidade de ativar as enzimas do fígadoque ajudam o corpo a eliminar as toxinas. “Além da alicina, ele também tem altas quantidades de selênio, um composto natural que ajuda a limpar o órgão”, completa. A alicina é o principal princípio ativo do alho e a estrela que está por trás desta capacidade de proteger o organismo de diversos males. É ela também que confere o sabor e o odor característicos do bulbo, principalmente quando ele é cortado.

Modo de usar: por ser tão benéfico, deve ser consumido diariamente, principalmente cru ou como tempero nos preparos do cotidiano, conjuntamente com o azeite, a cebola e condimentos. Para aproveitar todas as propriedades, o ideal é que seja fresco. Se for refogado, é preciso não deixá-lo queimar, para que não perca suas propriedades nutricionais. Mas atenção, pois há limite de consumo. A recomendação das nutricionistas é para dois dentes por dia, já que em excesso pode causar irritação na mucosa gástrica e atémá digestão.

A faxina é no corpo
Se no fígado ele ativa enzimas que inibem o crescimento bacteriano e leva à eliminação de substâncias que não fazem bem, imagina o que este alimento pode fazer para o corpo todo! Ele tem o poder de favorecer a eliminação de tudo o que está em excesso no organismo. Entre tais excedentes podem estar o hormônio estrogênio e o muco na cavidade torácica. Com isso, é um eficiente “faxineiro” de órgãos como o útero e os pulmões. Ele limpa também as artérias, fluidifica e dificulta a coagulação do sangue e ainda ajuda a reduzir o mau colesterol e a pressão arterial. Uma pesquisa realizada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) juntamente com a Universidade de Brasília (UnB) apontou que as espécies brasileiras do bulbo são ainda mais potentes.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TEMPO: Moradores registram formação de tempestade Supercélula no Paraná

EM TEMPO: Negócios – Apesar do pouco tempo no mercado a San Valle já é sucesso em toda região

Sem ter o que comemorar, Prefeitura de Apodi encerra ano entregando pintos

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis