ACABOU: Desembargador determinou os professores da UERN voltarem ao trabalho

Por Renato Dantas

O tribunal de Justiça determinou que todos os professores da UERN que estavam em greve há 5 meses voltem imediatamente ao trabalho. Depois de uma frustrada audiência de conciliação o desembargador Cornélio Alves reconheceu a ilegalidade da greve.

Os professores e servidores ficaram em greve por um período de 5 meses, os alunos foram os grandes prejudicados. Os 5 meses de greve considerada ilegal custou aos contribuintes do RN cerca de R$ 125 milhões de prejuízo.
Blog do primo
Nota do blog
Todos foram grandemente prejudicados, alunos, professores, instituição, calendário, etc, etc,. 

Comentários

  1. O Goverbador Robson Judicializou a greve e os professores voltaram de mãos abanando sem nenhuma conquista ou cumprida já que decisões anteriores esse governador retirou os direitos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

CELEBRIDADES: A mãe do filho de Neymar, bonita e bem paga

CURIOSIDADE: O sexo no mundo animal – tamanho do pênis

CIÊNCIA: Pesquisa desenvolvida pelo instituto do cérebro da UFRN abre novas possibilidades para conversão das células glias em neurônios

Finalmente, o que dizer sobre nossa triste realidade?

Os maiores açudes do Nordeste