Ministério público do RN torna pública diversas ações por improbidade contra ex-gestores do Apodi

Desde a semana passada, a MPRN protocolou uma série de ações de improbidade administrativa contra a ex-gestão do Apodi dos idos de 2009 a 2012. São ações de improbidade, danos ao erário, ressarcimento de recursos ao cofres públicos dentre outros. Essa ações, repito, não foram protocoladas nem por mim, nem por você, por vereador ou qualquer outra. São ações de autoria do Próprio ministério público do RN.

Veja a abaixo o scalt (resumo) das ações do MP:
Imagens: Reprodução TJRN. Clique para ampliar.
No processo de Nº 0101510-57.2015.8.20.0112, por improbidade, o valor da ação é da ordem de R$ 594.568,00 (quinhentos e noventa e quatro mil, quinhentos e sessenta e oito Reais). Além da ex-gestora, Gorete Pinto, são réus na ação do PM inclusive vereadores com mandato atualmente. É o caso de Nilson Fernandes, Laete Oliveira, que participaram ativamente da gestão anterior. Ainda o ex-chefe de Gabinete, Klinger Péricles também é parte do processo (Clique AQUI e confira – para conferir nomes, no item: partes do processo, clique em "exibir todas as partes").
Clique para ampliar
Além do processo Nº 0101510-57.2015.8.20.0112 detalhado acima, no processo de Nº 0101222-12.2015.8.20.0112 (foto acima), na ação cível do MP, a ex-gestão Apodi forte, supostamente teria casado danos ao erário público da ordem de 1.291.242,40 (um milhão duzentos e noventa e um mil, duzentos e quarenta e dois reais mais quarenta centavos).
Clique para ampliar
Ainda no processo Nº 0101461-16.2015.8.20.0112 (foto acima – clique para ampliar), desta feita da área criminal, a antiga gestão supostamente teria cometido crime da lei de licitação.
Clique para ampliar
Já no processo Nº 0101486-29.2015.8.20.0112 (clique na foto acima e amplie), em mais um ação por improbidade administrativa, a ex-gestão supostamente teria violado os princípios administrativos. O valor da ação é de R$ de R$ 788,00.
Clique para ampliar
Por sua vez, o processo Nº 0101979-40.2014.8.20.0112 (clique na print acima e amplie), corresponde a mais uma ação por improbidade administrativa. O valor da ação é de apenas 724,00.
Clique para ampliar
No processo Nº 0101354-69.2015.8.20.0112 em uma ação por improbidade administrativa, a antiga gestão supostamente teria cometido danos ao erário. O valor da ação é da ordem de 39.987,62.
Clique para ampliar
Por fim, da parte do MPRN da comarca do Apodi, ainda pesa uma ação aos ex-gestores do Apodi que está sob o Nº 0100617-66.2015.8.20.0112, uma outra ação por improbidade administrativa. O assunto: violação dos princípios administrativos. O valor da ação é da ordem de R$ 173.500,00.

Ações do município do Apodi:
Também tramita na comarca do Apodi, ações contra a ex-gestão.  Não mais da parte do MPRN, mas sim, da parte do próprio município do Apodi. No processo Nº 0100228-81.2015.8.20.0112, o município do Apodi ajuizou ação por improbidade administrativa. Também de danos ao erário. O valor da ação é da ordem de R$ 76.315,97. Clique AQUI e confira mais detalhes a respeito.

Ainda da parte do município do Apodi tramite processo contra a antiga gestão sob o Nº 0101188-37.2015.8.20.0112, também por improbidade. O município, nesse processo, requer o ressarcimento aos cofre públicos da ordem de R$ 325.889,22. Clique AQUI para conferir maiores detalhas a respeito.

Ainda uma terceira ação tramita na comarca do Apodi sob o Nº 0101643-02.2015.8.20.0112, ainda por improbidade, ainda de danos ao erário. O valor da ação é de R$ 70.469,71. Clique AQUI a confira detalhes do processo.

Pela datas, são processos que agora é que começaram a tramitar oficialmente pelo judiciário. Todas as ações somam um valor superior a R$ 3.000.000,00 (três milhões de Reais). Obviamente que os ex-gestores terão amplo direito de defesa nesses processos, como manda a lei.

Os processos, óbvio, não significam condenação, estão apenas em seu início, que com certeza levará bastante tempo tramitando – pelo que conheço da justiça – até sentenças finais. Complicado essa coisas de gestão atualmente. Qualquer erro pode ser fatal. 

Comentários

  1. Essas ações são sobre as obras ? e porque alguém diz de alto e bom som que deixaram o dinheiro no cofre ?

    ResponderExcluir
  2. ESSAS ações de improbidade trás a verdade sobre as obras paradas na gestão passada ? tem algo a ver com elas ?

    ResponderExcluir
  3. Fiquei muito decepcionado depois que tive conhecimento dessa materia,pois a conversa do povo era outra sobre um programa de rádio recente.mais com essa verdade das ações o povo ficou sabendo agora da situação.

    ResponderExcluir
  4. PARABÉNS AO BLOG DO TOINHO,REPORTAGEM MUITO IMPORTANTE PARA O POVÃO DE APODI.RESPEITO A TODOS OS POLÍTICOS,MAIS AS COISAS TEM QUE SEREM COLOCADAS PARA A SOCIEDADE VER E JULGAR.PARABÉNS PROFESSOR.

    ResponderExcluir
  5. ÁLÉM DE RESPEITAR ,ACREDITO NA JUSTIÇA E QUE PUNA A,B OU NESSE BRASIL QUE DESRESPEITAR O ZELO PELO DINHEIRO PÚBLICO.

    ResponderExcluir
  6. O Brasil de hj é o brasil do combate a corrupção,o Brasil de hj é o Brasil passando alimpo,o Brasil de hj deve a DILMA a coragem de enfrentar o problema da corrupção.

    ResponderExcluir
  7. É verdade que todos são inocentes antes que se prove o contrário. Mas fale a verdade. Um vereador que quando sobe na tribuna parece que algum problema dessa natureza nem se quer chega perto dele. As igrejas devem estar atentas a esse processo para não eleger representantes que não corresponda.

    ResponderExcluir
  8. Estar certo esse dinheiro é no povo e não dos políticos, a população vem sofrendo com essas ações maldosas de certos governantas.

    Antonia da Silva

    ResponderExcluir
  9. O que mais me envergonha sinceramente não são os políticos e sim os que agora os condenam, os que um dia foram seus próprios eleitores, que bateram a porta dos mesmo pedindo uma ordem de gasolina, um saco de cimento, um milheiro de tijolo ou de telha, a conscientização deve começar pela população, se a população exige isso ou aquilo para que vote nos mesmos eles tem que tirar esse "investimento" de algum lugar, que sabemos que o salário não é suficiente para repor dinheiro até pego a juros para bancar uma campanha política, enquanto a população não votar escolhendo seus políticos sem interesse financeiros existirão ações como essa, não estou os condenando, até porque nem mesmo a justiça os condenou, mas sabemos que em todas as gestões sem exceção existem fraudes em licitações.

    ResponderExcluir
  10. É muito bom seu fulano vai a rádio fica conversando besteira escondendo a verdade

    ResponderExcluir
  11. Aiaiai é agora tragam o fantástico da globo o poco quer saber onde está o dinheiro. Será que o gato comeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas rapaz, tem pessoas ai em Apodi que faz um programa de rádio. Mas ele falando lá no programa é tão arrochado de um jeito que a gente chega a pensar que é uma pessoa a acima de qualquer suspeita.

      Nada desses coisas, pelo o que ele fala chega perto dele. Claro, ninguem tá dizendo que A ou B é culpado, mas isso era pra tá acontecendo a que se mostra tão arrochado?

      Excluir
  12. Um dia um velho disse o maior inimigo da mulher é seu esposo

    ResponderExcluir
  13. zacarias targino de freitas neti15 de setembro de 2015 15:54

    Com todo respeito ao senhor, mais são trabalhos como o seu que me enojam!!!. Pessoas que criam um espaço na internet pra postar algo que favoreça so a um, e prejudique ou tente prejudicar um outro pra mim não merece o mínimo de credibilidade. Ou então assuma qual lado defendi perante seus leitores. Digo isso porque do mesmo lugar que o senhor tirou o conteúdo, da sua matéria consta também ações contra a atual administração, isso vi apenas como leigo. E se necessário for me corrija. Pois deveria vossa senhoria como blogueiro, prestar um serviço de informação parcial. Ou estou enganado. São pessoas como o senhor. Que enganam os eleitores do tão sofrido Apodi. Lembre-se o senhor esta fazendo o mesmo trabalho que aposto que condenava antes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá senhor Zacarias Targino
      É verdade que existe também existem pendencias judiciais contra atuais gestores. No entanto, essas que ai estão na matéria, com exceção das três últimas, me chamou atenção por que o autor não é um cidadão comum, é o ministério público.
      Diferente de processos que pesam contra o executivo atual onde, na maior parte dos casos trata-se de ações feitas por vereadores, radialista, partidaristas enfim... e vou mais além, a grande maioria das ações foram arquivadas por falta de provas substanciais.
      Sabe, senhor Zacarias, quando a ação parte do ministério público é diferente de ações de pessoas comuns. Eu, por exemplo, posso entrar com ação contra qualquer pessoa por qualquer motivo na justiça, ela está lá para isso. O negócio é se essa ação terá resultado.
      Ainda consegui ver dois processos contra o atual executivo de autoria do ministério público, porém, quando fui pesquisar, a coisa (o problema já estão sanados), isto é, providencias já foram tomada para correção.
      Não é do meu interesse senhor prejudicar A, B ou C. Me chamou atenção nesses casos o autor: o Ministério público. Saudações senhor.

      Excluir
  14. Esse bloqueio não meresse confiança

    ResponderExcluir
  15. É pra divulgar sim. Com dinheiro público não se brinca. Espalhem!!!!

    ResponderExcluir
  16. Gente estou passada. O pode acontecer?

    ResponderExcluir
  17. por essa eu nao esperava

    ResponderExcluir
  18. Importante esse trabalho do MP. Pensei que fatos que nos permeiam nunca iam ser questionados. Agora temos a oportunidade de termos esclarecimentos de muitas dúvidas. Parabéns ao MP pelo trabalho.

    ResponderExcluir

Postar um comentário