Vereador Ângelo Suassuna corre risco de perder mandato por infidelidade partidária


Há algum tempo atrás, o vereador apodiense Ângelo Suassuna migrou do PV (Partido Verde) Para o PP (Partido progressista). Um dos motivos alegados pelo vereador, pelo menos em conversa que ouvi na época, teria sido o pouco espaço que o PV lhe dava em suas decisões.

Um caso semelhante ocorreu em jardim de Piranhas, com o vereador Otoniel Rodrigues da Silva. MPE alegou que o vereador desfiliou-se, sem justa causa, do Partido Democrático Trabalhista (PDT) para filiar-se ao Partido Verde (PV), violando assim a legislação que disciplina o processo de perda de cargo eletivo, bem como de justificação de desfiliação partidária.
 Clique para ampliar
Ângelo Suassuna responde processo por caso semelhante e corre sério risco de perder cargo por Infidelidade partidária. Supondo que Ângelo perca mandato, quem ocuparia sua vaga? Essa é uma boa pergunta.

Comentários