CIÊNCIAS: Vale apena saber – Animais morrem de tanto fazer amor


Os marsupiais são mamíferos dotados de uma espécie de bolsa no abdômen chamada marsúpios. Nela, os filhotes que nascem mal formado, concluem a gestação.

Uma espécie de marsupial australiano chamado cientificamente pelo nome de antechinus agilis tem hábitos noturno é um exímio escalador de árvores e alimenta-se a base de insetos. Mas não é o modo de vida que chama a atenção no antechinus agilis é a forma como faz sexo.

Os machos da espécie copulam com mais de uma fêmea, isso ocorre entre os meses de julho e Agosto. O interessante na cópula desses animais, é que o ritual de acasalamento é dilacerante para o macho.

A atividade sexual desses bichos dura em media duas semanas. O fato é que a relação não se encerra apenas com a ejaculação como ocorre com a nossa espécie. Aliás, por falar em ejaculação, nesses marsupiais a ejaculação pode durar até três horas (e haja potencia). Os machos podem ficar presos a parceira por até doze horas.

A atividade sexual deles é tão intensa de um jeito, que os machos na maioria das vezes morrem após o acasalamento, pois a onda de hormônio e o esforço exagerado sobrecarregada o sistema imunológico e eles morrem por infecções, parasitas, ulceras gástricas e insuficiência renal.  As fêmeas mais bem adaptadas vivem mais tempo e são mais numerosas.

Isso é que é morrer de amor. Literalmente.

Comentários