Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

CORRER RISCOS

Imagem
Rir é correr risco de parecer tolo.
Chorar é correr o risco de parecer sentimental.
Estender a mão é correr o risco de se envolver.
Expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu.
Defender seus sonhos e idéias diante da multidão é correr o risco de perder as pessoas.
Amar é correr o risco de não ser correspondido.
Viver é correr o risco de morrer.
Confiar é correr o risco de se decepcionar.
Tentar é correr o risco de fracassar.
Mas os riscos devem ser corridos, porque o maior perigo é não arriscar nada.
Há pessoas que não correm nenhum risco, não fazem nada, não têm nada e não são nada.
Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões, mas elas não conseguem nada, não sentem nada, não mudam, não crescem, não amam, não vivem.
Acorrentadas por suas atitudes, elas viram escravas, privam-se de sua liberdade.
Somente a pessoa que corre riscos é livre!
Autor desconhecido.

Maconha, a droga preferida pelos adolescentes.

Um levantamento da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo mostra que a maconha é a droga mais usada por adolescentes de idades entre 12 e 18 anos - 67% dos usuários dizem ser a droga mais usada. Em segundo lugar, estão o crack e a cocaína, cada um com 11% da preferência dos jovens.
A pesquisa foi feita com 112 adolescentes atendidos de 2007 a 2009 pelo (Cratod) Centro de Referência em Álcool, Tabaco e Outras Drogas, na capital paulista. Entre os jovens em tratamento, 2% experimentaram drogas aos sete anos.

Além da maconha, do crack e da cocaína, os jovens também citaram drogas como os inalantes, o álcool e o tabaco.

Entre os adolescentes que participaram da pesquisa, 59% dos usuários de drogas têm entre 14 e 16 anos e 90% são do sexo masculino.
FONTE: UOL NOTÍCIAS.